Montepio: PSD acusa Centeno de "passar culpas" para Vieira da Silva

Sociais-democratas dizem ter ficado preocupados com a entrevista de Centeno.

Foto
Leitão Amaro critica as declarações de Mário Centeno MIGUEL MANSO

António Leitão Amaro, vice-presidente da bancada do PSD, acusou esta quinta-feira o ministro das Finanças, Mário Centeno, de fazer um exercício de “desresponsabilização” no diz respeito ao Montepio e em particular sobre a associação mutualista.

“A entrevista traz-nos duas preocupações: Ou ministro das Finanças passa culpas para o seu colega Vieira da Silva ou [revela] o modo como o Governo está numa situação de inacção”, afirmou o deputado social-democrata, em declarações aos jornalistas no Parlamento sobre a entrevista de Centeno ao PÚBLICO/RR.

António Leitão Amaro sublinhou que o Governo tem um papel na supervisão da associação mutualista do Montepio e que nas últimas semanas vieram a público notícias “graves” sobre o Montepio. “É importante lembrar que este Governo está há 16 meses a governar e tem responsabilidade efectiva sobre a associação mutualista”, afirmou.

Mário Centeno não se alongou nos comentários sobre o Montepio e deixou uma nota de tranquilidade sobre o seu trabalho. “Eu estou descansado em relação ao meu trabalho em relação a essas situações. Não quero que esta minha resposta seja lida de outra maneira que não seja esta que acabei de lhe dar. Todas as instituições financeiras portuguesas, para terem uma situação estável, quando projectada no futuro, precisam de uma economia que as sustente, e o inverso também é necessário, disse na entrevista que foi publicada esta quinta-feira.