Félix Morgado: nova marca do Montepio nas mãos do accionista

O Conselho de Administração da Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) vai cumprir com a recomendação do Banco de Portugal de apresentar um plano de mudança de marca da instituição, disse hoje Félix Morgado, em conferências de imprensa.

Félix Morgado apresenta as contas negativas do Montepio, hoje, em conferência de imprensa.
Foto
Félix Morgado apresenta as contas negativas do Montepio, hoje, em conferência de imprensa. LUSA/JOÃO RELVAS

Ainda assim, sublinhou o gestor, a decisão será sempre da assembleia-geral da Associação Mutualista, que a terá de aprovar e autorizar, a "não ser que seja uma determinação do regulador". Félix Morgado esclareceu, no entanto, que o que está em causa é a marca e não o nome. 

Sobre as suspeitas em torno do seu antecessor, Félix Morgado recusou comentar a constituição de arguido de Tomás Correia por ter recebido verbas do cliente José Guilherme no âmbito de negócios imobiliários. Morgado disse apenas que as suas relações com o presidente da Associação "são correctas do ponto de vista societário e profissional".