Video 360

MAAT avermelhado, MAAT (re)inaugurado

O novo edifício do Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia reabriu ontem. Todos os espaços de exposição estão agora concluídos e há três novas exposições: "Utopia/ Distopia", com curadoria de Pedro Gadanho, João Laia e Susana Ventura, "Ordem e Progresso", do artista mexicano Hector Zamora, com curadoria de Inês Grosso; e “O que eu sou - Colecção de Arte Fundação EDP”, com curadoria de Luiza Teixeira de Freitas e Inês Grosso.

A inauguração foi marcada por duas performances: Terzo Paradiso, de Michelangelo Pistoletto, e Canto Urbano, de Allard van Hoorn. No vídeo de hoje, damos-lhe um cheirinho das actuações: a primeira, Terzo Paradiso (terceiro paraíso), simboliza o equilíbrio entre a natureza (primeiro paraíso) e o artifício (segundo); na segunda, os azulejos de cerâmica da fachada do MAAT serviram como instrumentos musicais, numa actuação que reuniu ritmos africanos de Angola, Moçambique e Cabo-verde e influências de fado.

Sugerir correcção