Facebook activou o seu Safety Check para o ataque em Londres

Ferramenta da rede social permite que os utilizadores presentes na cidade onde ocorreu o incidente possam informar os familiares e amigos que estão em segurança.

Foto
LUSA/ANDY RAIN

O Facebook activou a ferramenta Safety Check para as pessoas que estão em Londres, na sequência do ataque que ocorreu esta quarta-feira junto ao Parlamento britânico.

Através desta ferramenta, os utilizadores da rede social que se encontram na capital inglesa podem informar os seus amigos ou familiares que se encontram bem e em segurança. O Facebook recorre à geolocalização para identificar os utilizadores que estão na cidade de um determinado incidente, sendo enviada uma notificação a perguntar se essa pessoa se encontra em segurança, apelando que se faça “check-in” na ferramenta para avisar os amigos e familiares.

O Safety Check foi criado depois do terramoto e tsunami ocorrido no Japão em 2011 e na sequência da intensa utilização da rede social para a circulação de notícias entre as pessoas. Em Outubro de 2014 foi lançado oficialmente, sendo activado pela primeira vez em Abril de 2015 durante um terramoto no Nepal. Em Novembro de 2015 foi activado pela primeira vez por causa de atentados terroristas em Paris, que fizeram 127 mortos.