The Velvet Underground & Nico: O “álbum da banana” faz 50 anos

A mítica capa desenhada por Andy Warhol abria, em 1967, The Velvet Underground & Nico, um álbum que marcou a história da música.

DR
Foto
DR

The Velvet Underground & Nico, o álbum de estreia dos Velvet Underground, completou 50 anos este domingo. Lançado a 12 de Março de 1967, tornou-se num dos álbuns mais celebrados e influentes da história da música pop.

A capa desenhada por Andy Warhol - o produtor que alegadamente não terá tocado num único botão - tornar-se-ia mítica, levando o álbum a ser frequentemente referido como o “álbum da banana”, embrulhando canções que se tornaram marcantes na história do rock, como Sunday morningI’m waiting for the man, ou Heroin, com letras que abordavam paranóias, heroína, sadomasoquismo, desejo, morte - o lado B dos anos 1960.

Sublinhando o impacto da obra, o músico e produtor Brian Eno chegou a afirmar que poucos terão comprado o álbum quando saiu, mas "todos os que compraram uma daquelas 30 mil cópias formaram uma banda"

"Lembro-me de estarmos mesmo excitados, nem nos importávamos com o equipamento que tínhamos. Nem sequer tínhamos auscultadores", recorda à revista Rolling Stone o músico avant-garde John Cale, que está a celebrar o aniversário redondo com três concertos: em Paris, no ano passado, em Liverpool, em Maio, e nos Estados Unidos, ainda este ano, de acordo com a revista. “Esta combinação estranha entre quatro músicos distintos e uma relutante rainha de beleza resumiu perfeitamente o que significava The Velvet Underground”, afirmava no ano passado à New Musical Express

Apesar de ter durado pouco tempo, de 1965 a 1970, a banda formada por Lou Reed, John Cale, Sterling Morrison, Maureen Tucker e Christa Päffgen (ou Nico) revolucionou a história da música pop, ao mesmo tempo que marcou uma nova relação desta com as artes e a cultura popular em geral.

A voz da cantora, actriz e manequim Nico e o seu percurso nos Velvet Underground - com os quais apenas colaborou no primeiro álbum, por sugestão de Andy Warhol -, a par de discos como o da sua estreia a solo em 1967, Chelsea Girl, tornaram-na também uma referência.

The Velvet Underground & Nico foi gravado em apenas uma semana, em Abril de 1966, num estúdio de Nova Iorque, e algumas das suas canções foram posteriormente registadas em Maio, em Los Angeles. As comemorações do meio século do álbum de estreia dos Velvet Underground começaram no ano passado, precisamente ao completarem-se 50 anos dessas gravações.

A aventura acabaria por terminar em 1970, quando Lou Reed anunciou que iria abandonar a banda, antes da saída do seu quarto álbum, Loaded.

Os quatro primeiros discos dos Velvet Underground passaram algo despercebidos na cena rock norte-americana na altura em que foram lançados, mas o tempo haveria de lhes conferir, e ao pioneiro The Velvet Underground & Nico em particular, um lugar cimeiro na história da música.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações