Sérgio Monteiro passa a consultor do BdP na venda do Novo Banco

Processo de venda da instituição ao fundo norte-americano Lone Star está agora nas mãos do Governo.

Sérgio Monteiro vai continuar a acompanhar venda do Novo Banco.
Foto
Sérgio Monteiro vai continuar a acompanhar venda do Novo Banco, agora como consultor daniel rocha

Sérgio Monteiro, que deixou de liderar o processo de venda do Novo Banco, passou a exercer funções de consultor externo do Banco de Portugal (BdP) para acompanhar a venda da instituição, decisão que se encontra agora nas mãos do Governo.

A notícia está a ser avançada esta quarta-feira pelo Eco e pela edição online do Jornal de Negócios, que refere que o antigo secretário de Estado dos Transportes vai receber menos que o vencimento auferido até final de Fevereiro (remuneração mensal bruta de 24,5 mil euros). O valor que vai receber ainda não foi revelado.

O antigo secretário de Estado dos Transportes, que tinha sido contratado pelo Banco de Portugal para vender o banco que resultou da mediada de resolução aplicada ao BES, terminou essa função em final de Fevereiro.

No âmbito das novas funções, Sérgio Monteiro compromete-se a manter-se como consultor externo do processo de venda do Novo Banco até que a transacção esteja concluída, refere o Negócios, que poderá ficar concluída “nas próximas semanas", como adiantou o ministro das Finanças esta terça-feira.

Como o PÚBLICO noticiou esta terça-feira, o Governo e o Banco de Portugal já acertaram com o fundo norte-americano Lone Star os termos de alienação do Novo Banco, estando a aguardar que as autoridades europeias permitam ao Estado, ou a entidade por ele designada, manter-se no capital como minoritário. Caso Bruxelas não autorize, terá de ser encontrada uma solução alternativa “engenhosa” que permita ao Lone Star repartir riscos com os contribuintes portugueses.