Crítica

Parceria distinta

As composições do guitarrista Afonso Pais ganham vida na voz ampla de Rita Maria.

A voz de Rita Maria enforma esses temas atípicos em interpretações refinadas
Foto
A voz de Rita Maria enforma esses temas atípicos em interpretações refinadas

Com um percurso consolidado, o guitarrista Afonso Pais é já uma referência incontornável na cena jazz nacional. Improvisador notável, saca da sua guitarra um som cristalino, irrepreensível – que se pode confirmar em vários volumes de uma discografia rica. Menos volumosa é a discografia de Rita Maria, uma cantora de recursos vastos que tem sido figura omnipresente da cena portuguesa nos últimos tempos, desdobrando-se em múltiplos projectos à volta do jazz.

Senhora de uma formação sólida e com um percurso pouco comum (viveu em Lisboa, Porto, Estados Unidos e Equador), já colaborou com Carlos Bica e Mário Laginha e, entre outros projectos, promete também para breve uma parceria com o pianista Filipe Raposo.

A ligação de Afonso Pais com voz não é de agora: a sua guitarra alimentou as canções da Joana Machado, cultivou uma parceria com JP Simões (no disco Onde Mora o Mundo), entrelaçou-se com a voz do mítico Edu Lobo (no disco Subsequências), entre outras parcerias. A ligação de Pais com Rita vem de longe e entretanto a dupla já havia apresentado uma primeira gravação (numa edição mais underground, sem edição física), sendo este o seu registo de estreia oficial.

Além das horas
Encontro a sós

O disco Além das Horas vem salientar a veia composicional de Afonso Pais, que aqui assina oito das nove composições que fazem o disco; o outro tema, o último, é uma versão de Tom Jobim (Demais). Os temas de Pais têm como base ambiente jazz, por vezes a flirtar com o Brasil, têm arranjos sóbrios e são trabalhados por um grupo consistente na rectaguarda: Albert Sanz no piano, António Quintino no contrabaixo e Luís Candeias no contrabaixo.

Na primeira linha, em perfeito complemento à guitarra de Afonso Pais a voz de Rita Maria é delicada, mas cedo mostra a sua versatilidade e amplitude – sem exibicionismo. Adequa-se aos diferentes ambientes de cada canção; balança entre a contenção e a exuberância, mas apenas estica quando a canção pede; a clareza das palavras confirma a dicção impecável; o scat é fulgurante.

As composições de Pais soam sempre muito originais, não procuram soluções óbvias, evitam aquele caminho mais fácil. A voz de Rita Maria enforma esses temas atípicos em interpretações refinadas. O resultado deste trabalho em parceria é uma música que se mostra sempre distinta e elegante.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações