Descarrilamento de comboio de mercadorias causa atrasos na Linha Norte

Três vagões de um comboio de mercadorias descarrilaram em Alfarelos e obrigam a circular em via única, provocando atrasos à CP. A situação já se encontra normalizada.

Comboios só circulam em uma via, na zona de Alfarelos
Foto
Comboios só circulam em uma via, na zona de Alfarelos bruno lisita

O transporte de passageiros por via ferroviária na Linha do Norte, entre Lisboa e Porto, esteve condicionado devido ao descarrilamento de um comboio de mercadorias na manhã desta sexta-feira em Alfarelos, no distrito de Coimbra. De acordo com Pedro Ramos, do Departamento de Comunicação da Infra-estruturas de Portugal (IP), os trabalhos de carrilamento já se encontram concluídos. O descarrilamento dos três vagões deu-se por volta das 7h da manhã e o comboio acidentado estava ao serviço da Medway, antiga CP carga.

Durante o período em que decorreram os trabalhos de carrilamento, os comboios tinham de circular em via única, o que causou algum constrangimento na circulação e atrasos num período médio de “15 a 20 minutos”, segundo informou Ana Portela, assessora da Comboios de Portugal (CP). De acordo com Pedro Ramos, os três vagões já foram carrilados e e a situação foi regularizada por volta das 16h45, existindo apenas uma ligeira restrição de velocidade no local. 

Enquanto estavam a ser realizados os trabalhos de carrilamento, houve momentos em que ambas as vias se encontravam obstruídas, por haver necessidade de utilização de uma grua, refere a assessora da CP. A utilização de uma via única e os momentos em que ambas as vias estão obstruídas são as causas apontadas para o atraso nos comboios. Ainda assim, Ana Portela refere que nem todos os comboios foram afectados por estes atrasos.