Sindicato defende recrutamento de 100 inspectores por ano para o SEF

Recentemente o director da ANA admitiu reduzir a capacidade do aeroporto de Lisboa em receber passageiros devido à falta de elementos do SEF.

Para o aeroporto e porto de Lisboa estão destacados 175 inspectores do SEF
Foto
Para o aeroporto e porto de Lisboa estão destacados 175 inspectores do SEF daniel rocha

O sindicato que representa os inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) defendeu nesta quinta-feira que é necessário recrutar anualmente100 novos elementos durante a próxima década devido ao défice de pessoal existente.

Segundo o presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SCIFSEF), Acácio Pereira, há falta de inspectores em todo o país, sendo "necessário um reforço externo".

No final de 2016, 45 novos inspectores terminaram a formação e actualmente está a decorrer outro curso também com 45 elementos, tendo estas novas admissões decorrido ao abrigo de um concurso interno.

Acácio Pereira considerou que estes novos elementos não são suficientes. "Se há recrutamentos externos para a PSP, GNR e Polícia Judiciária, porque não há para o SEF?", questionou, avançando que as últimas admissões externas aconteceram em 2004.

Questionado sobre as declarações do director-executivo da ANA -- Aeroportos de Portugal, Jorge Ponce de Leão, ao Jornal de Negócios sobre a existência de "um défice estrutural de elementos do SEF para as necessidades do aeroporto", Acácio Pereira afirmou que o sindicato já levantou esta questão há algum tempo.

"Obviamente que reconhecemos que há um défice de pessoal no aeroporto de Lisboa", disse, adiantando que o número de passageiros controlados aumentou, mas o número de inspectores manteve-se.

Na entrevista, o director-executivo da ANA disse que é urgente o reforço de elementos do SEF no aeroporto de Lisboa e caso este "défice estrutural" não se resolva, admitiu vir a reduzir a capacidade declarada em Lisboa. "Não estou a mentir se disser que estou em pânico e receio problemas de ordem pública no Verão", adiantou.

Segundo o sindicato, trabalham actualmente no aeroporto e porto de Lisboa 175 inspectores do SEF, incluindo chefias.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras tem actualmente 750 inspectores.