Sousa e Fonseca vencem fora, Bento em branco no Pireu

Shakhtar supera Celta de Vigo enquanto Fiorentina surpreende alemães do Mönchengladbach, pela margem mínima. Tottenham perde em Gent.

Lavandeira Jr./EPA
Foto
Lavandeira Jr./EPA

O Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca e a Fiorentina de Paulo Sousa superaram esta quinta-feira os exigentes desafios da primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa, prova que mudará obrigatoriamente de mãos, com o Sevilha (vencedor das últimas três edições) envolvido na Champions.

A equipa ucraniana, que não entrava em competições oficiais desde 12 de Dezembro, foi a Vigo bater o Celta (0-1), com um golo solitário de Blanco Leschuk (27’), alargando para 26 a série de partidas sem conhecer a derrota, completando nove vitórias consecutivas em compromissos europeus.

Igualmente importante foi a vitória da Fiorentina, na Alemanha, frente ao B. Mönchengladbach (0-1), consumada com um golo de Bernardeschi, aos 44’. Paulo Sousa impôs a primeira derrota de 2017 aos germânicos, contrariando a tendência dos "viola", que somavam cinco derrotas em oito encontros disputados fora.

A surpresa, pela negativa, veio do Pireu, com o Olympiacos impotente para ganhar vantagem sobre os turcos do Osmanlispor, onde alinha o defesa português Tiago Pinto, partida que não passou de um nulo. O treinador Paulo Bento, com Diogo Figueiras e André Martins no "onze" titular, não encontrou soluções para sair na frente da eliminatória.

Em matéria de portugueses, o Astra (Roménia) evitou o pior, em casa (2-2), frente ao Genk, com Geraldo Alves e Filipe Teixeira em campo, conseguindo empatar no último minuto.  

Nota de relevo para a derrota do Tottenham de Eric Dier na viagem à Bélgica, onde um golo de Perbet (59’) colocou a eliminatória em perigo para os londrinos, frente a um Gent bem conhecido dos portugueses e do Sporting de Braga.

“Servido” o Krasnodar-Fenerbahçe (1-0) como aperitivo, metade do contingente dos clubes ainda em competição - prova com final aprazada para 24 de Maio, no Friends Arena, em Solna, Suécia – iniciou a ronda com as expectativas intactas, sonho que no caso do Sparta de Praga durou pouco, com o Rostov a impor-se, por 3-0 ao intervalo, na Rússia, fechando o encontro com claros 4-0. Também para o AZ Alkmaar, a actuar em casa, a ilusão foi fugaz face à veia (1-4) goleadora do Lyon do guardião português Anthony Lopes, com Lacazette a bisar e a conseguir o 13.º golo em 11 jogos consecutivos.

Em bom plano esteve o Copenhaga, adversário do FC Porto na fase de grupos da Champions, ao bater o Ludogorets (1-2) na Bulgária, resultado positivo, apesar de ter estado a vencer por dois golos até aos 81’.