Português André Anjos vence Grammy de Melhor Gravação Remisturada

André Allen Anjos é um produtor português a viver e trabalhar nos EUA onde já colaborou com artistas como Radiohead, Lady Gaga e Kings of Leon. Esta era a segunda vez que estava nomeado.

Fotogaleria
André Allen Anjos com o seu prémio EPA/MIKE NELSON
André Allen Anjos está a viver nos EUA desde 2005
Fotogaleria
André Allen Anjos está a viver nos EUA desde 2005 DR

Este domingo, houve um português entre os vencedores da 59.ª edição dos Grammy. André Allen Anjos, músico e produtor, venceu um Grammy de Best Remixed Recording (Melhor Gravação Remisturada), tornando-se o primeiro português a conquistar esta categoria. A viver nos Estados Unidos há 12 anos, André Allen Anjos emocionou-se no momento em que recebeu a distinção e recordou o início do projecto.

"Há dez anos iniciei este projecto no quarto do dormitório [da universidade] e nunca pensei que estaria aqui. Isto é de loucos", declarou, ao ver premiado o remix do tema Tearing me up, de Bob Moses.

O músico e produtor fundou em 2007 a plataforma Remix Artist Collective (RAC), projecto que hoje é apenas constituído por ele. Esta foi a sua segunda nomeação para os prémios Grammy. A primeira tinha sido em 2015, para a mesma categoria, com uma remistura do tema Say My Name, com a dupla de electrónica norte-americana Odesza e com a inglesa Zyra.

Em 2012, André Allen Anjos contava ao P3 que tentou vingar na indústria musical em Portugal, mas as suas tentativas nunca deram resultados, pelo menos a curto prazo. Quando a oportunidade de continuar os seus estudos no estrangeiro surgiu, não hesitou.

Desde a primeira remistura dos RAC, com o tema Sleeping lessons, dos The Shins, seguiram-se a recriação de Blue Jeansde Lana Del Rey, ou Homede Edward Sharpe and The Magnetic Zeros. André Allen Anjos trabalhou também com artistas como Kings of Leon, Lady Gaga, Yeah Yeah Yeahs, Two Door Cinema Club e Radiohead. 

Na mesma categoria estavam nomeados Dave Audé, com a remistura de Uptown Funk de Mark Ronson & Bruno Mars, Kaskade pelo tema Runaway (U & I) de Galantis, Fatum com o tema Hold On de JES, Shant e Clint Maximus, e CFCF pela recriação de Berlin by Overnight, original de Daniel Hope.