PSD ganhou mais militantes que PS, CDS e BE juntos

A contagem foi feita desde as últimas eleições legislativas e mostra um crescimento de oito mil militantes no partido social-democrata.

O partido de Passos Coelho chamou mais de o dobro de militantes do que o PS
Foto
O partido de Passos Coelho chamou mais de o dobro de militantes do que o PS Filipe Farinha/Stills

O número de novos militantes que aderiu aos partidos depois das eleições legislativas de 2015 é maior no PSD do que nos PS, CDS e Bloco de Esquerda juntos. Os números são citados pelo Diário de Notícias com base nos dados revelados pelos partidos com assento parlamentar.

Os números datam a adesões entre as eleições legislativas de Outubro de 2015 até este mês de Janeiro de 2017. No total, o PSD conquistou 8144 adesões, o que corresponde a mais de o dobro dos novos militantes socialistas: 3019. Seguem-se então o CDS (com 2910 adesões) e o BE (com 1693).

Contas feitas, somando os novos militantes do PS, CDS e BE (7622), estes continuam a ser inferiores aos novos militantes do PSD. A diferença acentuada mostra que o resultado das eleições legislativas e a solução governativa não prejudicaram os sociais-democratas

Em todos os partidos, traça-se um perfil mais ou menos transversal: os novos militantes são maioritariamente do sexo masculino e de faixas etárias mais jovens.

No caso do PSD, dos 8144 novos militantes, 4592 são do género masculino e 3552 do feminino. Destes, 4754 são jovens, dos 18 aos 30 anos. As restantes adesões chegam de pessoas entre os 31 e os 50 anos (2053 adesões), dos 51 aos 70 anos (1108) e 229 com mais de 71 anos.

No PS, o maior número de adesões verificou-se na faixa etária dos 31 aos 50 anos. Dos 3019, 1775 são homens e 1244 são mulheres. Do total de 3019 novos militantes socialistas, 707 têm até 30 anos, 1366 estão no intervalo dos 31 aos 50 anos, 657 dos 51 aos 64 anos e 289 com 65 anos ou mais.

Já o CDS registou 2910 novos militantes, em que 43% são mulheres e 57% homens. A maioria dos novos militantes (22%) chegou da faixa etária entre os18 aos 25 anos, um valor muito aproximado à quantidade de militantes entre os 36 e os 45 anos (21%).

No Bloco de Esquerda, onde dos 1693 novos militantes cerca de 600 têm menos de 30 anos, a maior parte chega do universo masculino: 1097 homens contra 596 mulheres.

O PCP apenas quantifica os seus militantes num período de quatro anos (o tempo entre congressos) ou em campanhas ou acções especiais de recrutamento, o que exclui uma comparação temporal objectiva. Datado a Dezembro de 2016, os dados do último Congresso, 15% dos militantes do PCP tem menos de 40 anos, 41% % têm entre 41 e 64 anos e 44% mais de 64 anos. Pouco menos de 3200 pessoas aderiram ao partido nos restantes meses entre os congressos de 2012 e 2016.

O PEV não enviou dados em tempo útil de publicação e o PAN apenas pode indicar o número total actual de militantes.

Sugerir correcção