Yahoo vai dividir-se em dois para se livrar do que não interessa à Verizon

Os produtos que fazem parte do negócio com a gigante das telecomunicações vão manter o nome.

Marissa Mayers já não vai ser a presidente executiva da Altaba: o cargo vai passar a ser desempenhado por Eric Brandt
Foto
Marissa Mayer não será a presidente executiva da Altaba Robert Galbraith/Reuters

Uma parte do Yahoo vai passar a chamar-se Altaba e deixar de ter Marissa Mayer como presidente executiva. A nova empresa será liderada por Eric Brandt, que iniciou funções esta segunda-feira. A divisão da tecnológica em dois só será formalizada, no entanto, depois de a Verizon fechar negócio com o Yahoo, comprando o motor de pesquisa, a página principal, os blogues e os serviços de e-mail e publicidade. 

Em Julho do ano passado, a Verizon anunciou o acordo para comprar a parte mais visível do Yahoo, por 4,4 mil milhões de euros. No entanto, há uma porção da empresa original que não interessa à Verizon, que inclui o Yahoo Japão e as acções no gigante do comércio online, Alibaba. Para gerir esses e outros negócios menos conhecidos, vai nascer a holding Altaba, anunciada esta terça-feira num relatório da empresa.

A actual presidente executiva, Marissa Mayer, vai afastar-se dos produtos associados Altaba assim que o negócio com a Verizon for finalizado, mas não se sabe ainda se continuará desempenhar funções no Yahoo.

O nascimento da nova holding está dependente da finalização do negócio com a Altaba – que pode estar comprometido, depois de a noticia de que 500 milhões de contas de clientes do Yahoo foram pirateadas.