Gigantesco icebergue prestes a nascer na Antárctida

Plataforma de gelo Larsen C tem uma fissura cada vez maior.

Foto
A fissura na plataforma de gelo Larsen C vista a 6 de Novembro de 2016 JOHN SONNTAG/NASA/EPA

Um gigantesco icebergue – que deverá ser o maior alguma vez registado – está à beira de se formar na Antárctida.

Uma fissura, que vinha a desenvolver-se lentamente nos últimos anos ao longo da plataforma de gelo Larsen C, na Península Antárctica, expandiu-se abruptamente no último mês. Cresceu 18 quilómetros em Dezembro, tendo agora mais de 80 quilómetros de comprimento. Faltam agora só 20 quilómetros para que a quebra ocorra, dizem os cientistas do Projecto Midas, da Universidade de Swansea, em Gales (Reino Unido).

“A plataforma de gelo Larsen C está prestes a derramar uma área de mais 5000 quilómetros quadrados, na sequência do crescimento substancial da fissura”, frisam os cientistas em comunicado. O icebergue “irá mudar substancialmente a paisagem da Península Antárctica” e poderá anunciar quebras ainda maiores na plataforma de gelo Larsen C.

PÚBLICO -
Foto
A fissura na plataforma de gelo Larsen C vista a 6 de Novembro de 2016 JOHN SONNTAG/NASA/EPA

As plataformas de gelo são áreas de gelo flutuante no oceano, com centenas de metros de espessura, na zona final dos glaciares. Os cientistas temem que a perda de plataformas de gelo à volta do continente branco permita que os glaciares no interior da Antárctida deslizem mais depressa em direcção ao mar, à medida que as temperaturas globais sobem devido às alterações climáticas, aumentando assim o nível do mar com o seu derretimento.

Nos últimos anos, várias plataformas de gelo já se partiram à volta das regiões no Norte da Antárctida, incluindo a Larsen B, que se desintegrou em 2002.