Coreia do Sul proíbe vendas de alguns modelos da Nissan, Porsche e BMW

Empresas deram informações falsas sobre a emissão de poluentes.

A maioria dos modelos proibidos são da Porsche
Foto
A maioria dos modelos proibidos são da Porsche Reuters/Aly Song

O Governo da Coreia do Sul proibiu as vendas de alguns modelos da Nissan, BMW e Porsche porque as marcas prestaram informação falsa sobre a emissão de gases poluentes.  

A proibição abrange sete modelos da Porsche (quatro dos quais já não estão no mercado), dois da Nissan e um da BMW. As autoridades decidiram também aplicar uma multa total às empresas em torno dos 5,6 milhões de euros, como penalização pela venda de 4523 daqueles automóveis nos últimos dez meses. O valor corresponde a 3% da facturação.

A Coreia do Sul, de onde são originárias as marcas Kia e a Hyundai, já tinha no ano passado impedido a comercialização de 80 modelos da Volkswagen (do mesmo grupo da Porsche) por questões relacionadas com as emissões e o nível de ruído. Para além disso, a marca terá de pagar uma multa-recorde por publicidade enganosa.

O Grupo Volkswagen, que é também dono das marcas Audi e Skoda, é o protagonista de uma fraude de grandes dimensões, que lançou suspeitas sobre a generalidade da indústria automóvel. As autoridades dos EUA anunciaram em Setembro de 2015 que a empresa tinha falsificado testes de emissão de gases poluentes. O grupo alemão acabou por admitir que o problema afectava cerca de 11 milhões de carros em todo o mundo.