Detido homem suspeito de estar envolvido no ataque de Berlim

As autoridades alemãs continuam à procura de possíveis cúmplices que tivessem apoiado Amri no ataque e na sua fuga.

A polícia chegou até este homem através do número guardado no telemóvel de Amri
Foto
A polícia chegou até este homem através do número guardado no telemóvel de Amri AFP/TOBIAS SCHWARZ/arquivo

Um tunisino de 40 anos foi detido pelas autoridades alemãs, em Berlim, esta quarta-feira. O homem é suspeito de ter estado em contacto com Anis Amri – suporto autor do ataque ao mercado de Natal de Berlim reivindicado pelo Daesh.

“O suspeito falecido Anis Amri tinha o número deste cidadão de 40 anos guardado no telemóvel. As investigações indicam que ele também pode estar envolvido no ataque”, lê-se num comunicado dos procuradores federais alemães, citado pela AFP.

Os investigadores terão feito buscas na casa e nas instalações onde o homem trabalhava. "As suspeitas contra a pessoa detida continuam sujeitas a uma investigação mais aprofundada", acrescenta o comunicado.

As autoridades alemãs continuam à procura de possíveis cúmplices, sendo que o sobrinho de Amri foi preso no sábado, na Tunísia. A prioridade dos investigadores alemães foca-se agora em saber se haveria alguma rede que tivesse apoiado o tunisino a preparar o ataque – reivindicado pelo Daesh que atribuiu também a Amri a autoria do mesmo – e a fuga do suspeito.

Anis Amri foi morto na sexta-feira, em Milão, pela polícia italiana depois de mais de três dias em fuga via Holanda e França.