Política, morte e arte: os temas mais editados na Wikipedia em 2016

As presidenciais norte-americanas e o caso Panama Papers foram dois dos temas que mais ocuparam o tempo dos editores da Wikipedia.

Foto
NFS - NUNO FERREIRA SANTOs

Analisar os artigos mais editados da Wikipedia num ano é fazer uma retrospectiva do que aconteceu ou captou a atenção de muitas pessoas nesses 12 meses. Dos desastres naturais e guerras à biografia de Van Gogh, a Fundação Wikipedia (que detém o site com o mesmo nome) compilou, pela primeira vez, uma lista com os artigos mais editados ao longo do ano para tentar perceber quais foram os acontecimentos que suscitaram mais interesse em 2016.

O mundo esteve com os olhos postos nos EUA : até Dezembro, as buscas estavam relacionadas com as eleições presidenciais norte-americanas. A entrada “Donald Trump”, em inglês, ocupa o segundo lugar dos artigos mais editados, contabilizando 8933 alterações. Um pouco mais abaixo na tabela, encontram-se entradas como “Lista dos apoios à campanha presidencial de Hillary Clinton”, “Eleições Presidenciais dos EUA em 2016”, “Primárias presidenciais do Partido Republicano” (assim como as do Partido Democrático) e ainda “Sondagens norte-americanas sobre as eleições Presidenciais”.

Ainda dentro do âmbito político, o caso de corrupção global “Panama Papers”, foi o 13.º na lista, com 4659 edições, segundo o blog da Fundação Wikipedia.

“Vincent Van Gogh” também entra neste top: as 3551 revisões que recebeu colocaram-no no 20.º lugar. Fruto de um trabalho de quatro editores, este artigo passou à categoria Featured e foi considerado um dos melhores artigos da Wikipedia, segundo os editores da plataforma. Passou a ser objecto de revisão de pares e de aprovação dentro da comunidade de editores da Wikipedia. Neste momento, está semi-protegido, o que quer dizer que não é um artigo editável por qualquer utilizador da Internet.

Um dos editores da entrada sobre o pintor holandês, conhecido na plataforma como “Modernist”, aponta como razão principal para as constantes alterações a este artigo o facto de ser “um artista incompreendido durante décadas, constantemente mal-interpretado, reinterpretado, estudado e reestudado”, refere a Fundação Wikipedia.

Muita gente procurou saber quem foram David Bowie, Prince, Muhammed Ali e Fidel Castro antes de partilhar mensagens de condolências nas redes sociais. Estas entradas tornaram-se nas mais editadas do ano na categoria das biografias. No entanto, foram destronadas pelo primeiro lugar da lista, a entrada “Mortes em 2016”, o obituário geral do ano.

Os ataques terroristas em Bruxelas, Nice, Munique e Istambul também fazem parte do top de edições. Ainda dentro do tema da violência, as entradas “Guerra na Síria” e o “Massacre de Orlando” foram das mais editadas.  

Os artigos sobre os Jogos Olímpicos lideraram o top de Agosto: o medalheiro e a cronologia dos eventos foram os artigos mais revistos.

No âmbito da ciência, um dos artigos mais editados foi o do Planeta Nove, um hipotético planeta existente no Sistema Solar, descoberto pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia.

A cultura também teve um lugar de destaque neste top: o álbum do rapper norte-americano Kanye West, Life of Pablo, foi a entrada mais editada do mês de Fevereiro. O artigo geral sobre a música na Coreia do Sul em 2016 também foi constantemente editado. Beverly Gray, uma série de livros de ficção, publicados entre 1934 e 1955, sobre acontecimentos misteriosos, foi a 11.ª entrada mais editada do ano.

Os dados para o mês de Dezembro ainda não foram revelados, mas um porta-voz da Fundação Wikipedia disse à BBC que a entrada “Sites de notícias falsas” era uma das mais populares até à data.

Confira a lista completa com os 20 entradas mais editadas da Wikipedia:  

  1.  Mortes de 2016 (18230 edições)
  2.  Donald Trump (8933 edições)
  3.  Lista dos apoios à campanha presidencial de Hillary Clinton (6527 edições)
  4.  Eleições Presidenciais dos EUA 2016 (6528 edições)
  5.  Primárias presidenciais do Partido Republicano (5715 edições)
  6.  Ataque de Orlando (5540 edições)
  7.  Bailando 2015 - série argentina (5342 edições)
  8.  Lista de apoios à campanha presidencial de Donald Trump (5328 edições)
  9.  2016 no Desporto (5277 edições)
  10.  2016 na música Sul-coreana (5074 edições)
  11. 1 Beverly Gray
  12.  Sondagens norte-americanas sobre as eleições presidenciais (4743)
  13.  Panama Papers (4659)
  14. Televisão Filipina em 2016 (4600)
  15.  Época dos tifões no Pacífico em 2016 (4244)
  16.  Época dos fucacões no ocenao Atlântico em 2016 (3874)
  17.  Primárias presidenciais do partido democrático em 2016 (3736)
  18. Batman vs. Superhomen: a origem da justiça (3593)
  19. The Life of Pablo (3574)
  20. Vincent Van Gogh (3551)