"A casa vai abaixo hoje". Ondina disse: "Como?"

Ondina Tavares lembra-se bem da manhã de 3 de Outubro, quando lhe bateram à porta e lhe disseram que tinha de arrumar os seus pertences. A casa ia abaixo, sem notificação por escrito ou aviso prévio. No bairro 6 de Maio, na Damaia, ainda vivem pelo menos 90 agregados familiares. Ao fim de 23 anos, o Programa Especial de Realojamento deixou milhares de fora, “sem direito” a casa. 

Leia a reportagem aqui.

Sugerir correcção