Nem Beyoncé nem Drake, quem vendeu mais CDs em 2016 foi Mozart

225 anos depois da sua morte, Mozart continua a vender bem.

Foto

Esta semana ficou a saber-se que celebridades pop como Beyoncé, Drake, Rihanna ou Adele dominam as nomeações para os Grammy, mas pelo menos em número de vendas de CD nenhum superou em 2016 o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart, que morreu há 225 anos.

Lançada em Outubro, a caixa Mozart 225: The new complete edition já vendeu 1,25 milhões de CDs, segundo a Universal. O trabalho contém 225 discos, apresentando todas as obras compostas por Mozart. O vasto material conta com 600 solistas consagrados e com 60 orquestras, num total de 240 horas de música.

Mas existe um importante detalhe de ordem técnica que ajuda a explicar o feito. Para a Billboard as vendas de CD duplos contam como duas vendas diferentes, pelo que são apenas necessárias 5556 vendas no caso da caixa de Mozart para atingir o número de 1,25 milhões.

O exaustivo projecto foi divulgado oficialmente pela Universal no fim de Agosto, após 18 meses de curadoria, planeamento, gravação e produção. A Decca e a Deutsche Grammophon juntaram forças para preparar a compilação. Existem outras caixas semelhantes no mercado, mas esta é comunicada como sendo a mais completa de sempre.