O que podemos fazer contra as notícias falsas no Facebook

Zuckerberg anunciou medidas contra desinformação, mas reafirmou que conta com os utilizadores para este combate.

Foto
Todos os utilizadores têm a opção de denunciar notícias falsas no Facebook DADO RUVIC/Reuters

A desinformação no Facebook tornou-se um caso de preocupação especial depois da campanha nas presidenciais norte-americanas, quando supostas notícias sobre “manifestantes profissionais” contra Trump ou sobre os Clinton se disseminaram apesar de serem falsas.

O Facebook promete levar a sério este problema, mas não se quer transformar a si próprio em árbitro. O presidente executivo da empresa, Mark Zuckerberg, anunciou que está a contactar entidades que possam fazer verificação de factos, entre outras medidas para combater o fenómeno. Mas sublinhou que a comunidade de utilizadores tem a possibilidade de denunciar conteúdo inapropriado, o que inclui notícias falsas.

Como? Para denunciar uma publicação, deve-se clicar no canto superior direito dessa publicação, onde aparece uma espécie de seta a apontar para baixo, em que se pode escolher “denunciar publicação”. Aqui, abre-se uma janela com o título “ajuda-nos a perceber o que se passa”, e aí deve-se seleccionar a segunda opção, “considero que não deveria estar no Facebook”, e finalmente, no menu seguinte, escolher a variante: “É um boato. Exemplos: notícias propositadamente falsas ou enganadoras, um embuste refutado por uma fonte de confiança”.

Tal como nos casos de nudez ou pornografia, apenas a denúncia não garante que o conteúdo é retirado: o Facebook fará a sua avaliação e só o retira se a denúncia for fundamentada.