Apoiantes de Moreira entram na corrida às eleições do PSD

Sociais-democratas do Núcleo Ocidental do Porto vão a votos para a semana e há funcionários da Câmara do Porto a apoiar uma das candidaturas.

Foto
Rui Moreira aproxima-se do PSD? PAULO PIMENTA

Apoiantes de Rui Moreira e de Luís Filipe Menezes vão disputar as eleições para o Núcleo Ocidental do Porto (NOC) - o maior do partido - que decorrem na próxima sexta-feira e que prometem ser muito disputadas.

Na corrida estão duas listas: uma liderada por Luís Osório, que se recandidata a um segundo mandato, e outra por Miguel Corte Real, que concorre pela primeira vez. Em 2013, Luís Osório apoiou Luís Filipe Menezes à Câmara do Porto, o candidato oficial do partido, enquanto Miguel Corte Real esteve ao lado do independente Rui Moreira, que se vai recandidatar.

Miguel Corte Real é sócio de uma empresa – a FYI Digital Innovation - que presta serviços à Câmara do Porto, sendo responsável pelos sites da autarquia e das empresas municipais. Mas o candidato, que na terça-feira apresenta a sua candidatura e respectivo programa, tem o apoio de várias pessoas que trabalham na autarquia e que apoiaram Rui Moreira há três anos. Há um administrador de uma empresa municipal, um adjunto de um vereador, um membro dos recursos humanos e um elemento de uma junta de freguesia.

O filho mais novo de Luís Filipe Menezes, João Menezes, militante da JSD, também está com Miguel Corte Real. Já o filho do meio do ex-presidente da Câmara de Gaia, Pedro Menezes, esteve na direcção de Luís Osório.

Ao PÚBLICO, Miguel Corte Real confirma que trabalha para a Câmara do Porto e que apoiou Rui Moreira, mas diz que estará com o candidato que o PSD vier escolher para as eleições autárquicas de 2017. Já Luís Osório mostra estranheza. Um membro do NOP fala de um “takeover da Câmara do Porto ao PSD”.

A lista liderada por Luís Osório é subscrita por Rui Rio, José Pedro Aguiar Branco, Pedro Duarte e Amândio de Azevedo, entre outras figuras do PSD.