Hotelaria vai lançar "Booking" português

Associação da Hotelaria de Portugal vai criar plataforma em 2017 para mostrar oferta de alojamento.

Foto
O site será lançado em 2017 ricardo campos

A Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) vai lançar, em 2017, uma plataforma semelhante aos sites de reserva de hotéis para tentar aumentar as vendas directas. De acordo com Raul Martins, presidente da AHP, a associação já se candidatou a fundos comunitários para "implementar uma plataforma em Portugal". "Vamos fazer um 'Booking' português", disse, referindo-se ao site de reservas de hotéis.

A hotelaria, que se reúne em congresso até sexta-feira em Ponta Delgada, quer "tomar nas suas mãos a distribuição", e as plataformas online são hoje determinantes para assegurar reservas, afirmou por seu Cristina Siza Vieira, directora-geral da AHP. 

Há casos de hotéis que dependem em 90% do Booking para garantir vendas, por isso, a associação está a preparar um site alternativo para que as unidades dinamizem a sua presença na Internet. "Em nenhum negócio é bom haver monopólios", sublinhou Cristina Siza Vieira, acrescentando que a intenção não é entrar em concorrência directa com o Booking. "É necessário que os hotéis se tornem mais donos da distribuição", repetiu.

A AHP não adiantou o valor do investimento, mas garantiu que já conseguiu uma comparticipação de fundos comunitários de 70% (do Compete). O site está ainda a ser estudado mas cada hotel irá gerir directamente as suas reservas e "ser dono do seu negócio".

O PÚBLICO viajou a convite da Associação da Hotelaria de Portugal