Samantha Stone/Unsplash
Foto
Samantha Stone/Unsplash

De Viana do Castelo à Guiné-Bissau, com cinco toneladas de donativos

"Raid" humanitário parte de Viana do Castelo com papas, fraldas descartáveis, leite em pó, material médico descartável e artigos escolares. Chegada à Guiné-Bissau está prevista para dia 27

Seis jipes de um clube motorizado de Viana do Castelo partem, esta quarta-feira, 16 de Novembro, às 18 horas, do centro daquela cidade para distribuir cinco toneladas de donativos no âmbito de um "raid" humanitário que tem como destino a Guiné-Bissau.

"Temos chegada prevista à Guiné-Bissau para dia 27. As cerca de cinco toneladas de donativos que recolhemos vão ser distribuídas pelos seis jipes", afirmou à Lusa um dos dez participantes na missão humanitária, Ricardo Camelo. Em causa está o "raid" designado "5-5-5 — cinco países, cinco mil quilómetros e cinco toneladas de material", que vai atravessar Espanha, Marrocos, Mauritânia, Senegal, terminando na Guiné-Bissau".

Ricardo Camelo explicou que os jipes vão transportar sobretudo "papas, fraldas descartáveis e leite em pó para entregar num orfanato na Mauritânia, que acolhe cerca de 50 crianças". Antes da chegada a Cacheu, localidade que há 30 anos está geminada com Viana do Castelo, o grupo envolvido no projecto vai também parar no Senegal para entregar parte dos donativos a organizações não-governamentais (ONG) locais.

Entre o material angariado desde Abril passado e a acondicionar nas seis viaturas encontra-se também material médico descartável, artigos escolares, livros, alimentos e vestuário, entre outros. Além daqueles donativos, a acção solidária promovida pelo grupo de todo-o-terreno do Viana Motor Clube permitiu, "através de donativos em dinheiro, a recuperação de uma ambulância e a aquisição de material de construção civil que vai ser despachado num contentor e que deverá chegar à Guiné-Bissau em finais de Dezembro, início de Janeiro de 2017".

O material de construção foi recolhido no âmbito de um projecto da Associação de Cooperação com a Guiné-Bissau (ACGB), sedeada em Viana do Castelo. Destina-se a apoiar a construção da Casa das Mães, um centro de apoio a jovens mulheres com gravidez de risco. A recuperação e equipamento da ambulância — o projecto Tinoi — vai permitir prestar socorro à população de Cacheu.

A campanha de recolha de donativos foi lançada em Abril nas redes sociais, depois de contactos encetados com empresas e entidades, como a câmara municipal de Viana do Castelo que apoia a iniciativa. "Estamos muito orgulhosos da população de Viana do Castelo. Não fazíamos ideia que a receptividade fosse tão boa", destacou o responsável, acrescentando que "os custos da viagem entre a capital do Alto Minho e Cacheu, na Guiné-Bissau, serão integralmente suportados pelos dez elementos do 'raid' humanitário".