Trabalhar a terra no meio da cidade

Lena Israelsson e o marido Stefan Dehlen na sua horta
Fotogaleria
Lena Israelsson e o marido Stefan Dehlen na sua horta

Na Suécia, vários espaços urbanos – desde avenidas, terraços e até varandas de prédios - foram transformados em pequenos jardins ou hortas comunitárias. É uma forma de plantar e recolher vegetais frescos e voltar a estar em contacto com a natureza, o que, para muitos que estão a descobrir este movimento global, acaba por se tornar uma paixão.

"Nos terraços dos edifícios somos capazes de criar cidades mais bio-diversificadas", explica John Block, guia no Jardim Botânico do Telhado de Augustenborg - mais de 9.500 metros quadrados de natureza sobre blocos de escritórios do governo local. "Com a ajuda destas novas áreas verdes, estamos a criar um ambiente urbano melhor através da sua capacidade de refrigeração e redução da poluição do ar".

Inspirados pela recupração feira no High Line de Nova Iorque - um jardim construído sobre uma linha ferroviária elevada - e pelo jardim Prinzessinnengarten, em Berlim - um espaço descampado recuperado - habitantes de um bairro de Estocolmo transformaram uma linha ferroviária abandonada numa horta comunitária para centenas de jardineiros amadores. “A jardinagem na Suécia é sazonal por isso acho que é uma óptima combinação estar algumas horas no ateliê a desenhar e depois passar alguns dias no jardim”, diz Pelle Mattsson, designer gráfico sueco, em entrevista à Reuters.. Pela cidade estão também espalhadas várias caixas de madeira onde se podem plantar vegetais ou apenas flores, de forma a tornar a cidade um espaço mais verde e quem sabe, num futuro próximo, auto-sustentável.

Daniel Jager rega as plantas na varanda do seu apartamento
Daniel Jager rega as plantas na varanda do seu apartamento
Pim Bendt, director da empresa Bee Urban, recolhe o mel das abelhas no terraço de um prédio
Pim Bendt, director da empresa Bee Urban, recolhe o mel das abelhas no terraço de um prédio
John Block, supervisor do Jardim Botânico no telhado Augustenberg, rega as plantas no terraço de um edifício
John Block, supervisor do Jardim Botânico no telhado Augustenberg, rega as plantas no terraço de um edifício
Pelle Mattsson recolhe vegetais no Jardim Rosendals, durante o Festival da Colheita na capital sueca
Pelle Mattsson recolhe vegetais no Jardim Rosendals, durante o Festival da Colheita na capital sueca
Pelle Mattsson posa para uma fotografia à frente de uma estufa
Pelle Mattsson posa para uma fotografia à frente de uma estufa
Horta comunitária em Gotemburgo
Horta comunitária em Gotemburgo
Philipp Olsmeyer, fundador da comunidade Tragard pa Sparet (Jardim na linha ferroviária)
Philipp Olsmeyer, fundador da comunidade Tragard pa Sparet (Jardim na linha ferroviária)
Carl Gentele, membro da Tragard Pasparet, um jardim numa linha de comboio abandonada
Carl Gentele, membro da Tragard Pasparet, um jardim numa linha de comboio abandonada
Anna Elidson e Frederik Alm no seu jardim
Anna Elidson e Frederik Alm no seu jardim