Torne-se perito

Ministro da Cultura: “Museu de Arte Antiga vai ter um reforço de três vigilantes”

Castro Mendes promete mais vigilantes em todos os museus para 2017. Mas diz que acidente nada tem a ver com carência de guardas.

Foto

O ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, diz que o acidente com uma escultura no Museu de Arte Antiga, derrubada por um visitante este domingo, nada tem a ver com a carência de vigilantes nos museus públicos portugueses.

O acidente tem sido discutido também no âmbito da polémica falta de vigilância nos museus portugueses. Há alguma ligação? E há poucos vigilantes nos museus portugueses?

Evidentemente que [o aumento do] número de vigilantes nos museus portugueses merece e deve ser implementado. Por exemplo, em relação ao Museu de Arte Antiga estão neste momento em concurso três vagas para vigilantes. E para o ano que vem são mais 37 para todos os museus. E estou a referir-me a vigilantes fixos.

Mas isso significa um aumento de vigilantes para os museus ou uma substituição de equipas?

Significa um aumento nos vigilantes. Aliás, nós fizemos um reforço do orçamento para isso.

Por isso, é uma prioridade?

É uma prioridade. Quando cheguei aqui havia sempre guardas de museus que queriam ir embora porque tinham terminado o seu contrato precário, prorrogámos o contrato e abrimos os procedimentos concursais de forma a que neste momento há entrada de vigilantes. Mas além destes vigilantes permanentes, que têm as dificuldades de contratação dos funcionários públicos no quadro orçamental em que vivemos, existe também o recurso ao trabalho temporário.

Se me perguntar se os 37 são suficientes, honestamente devia haver mais. Mas é aquilo que nós podemos [contratar] com o reforço orçamental. E, como digo, o Museu de Arte Antiga, que vai ter um reforço de três vigilantes, não é o mais carenciado.

E então qual é o mais careciado?

São os outros todos. O Museu de Arte Antiga, que evidentemente tem um número insuficiente para o que desejaríamos, está melhor, mesmo assim, em comparação com outros.

Nós sabemos perfeitamente que não é suficiente, mas este incidente que aconteceu não tem nada que ver com vigilantes - estava lá um vigilante. O que é que pode fazer um vigilante quando um homem cai para cima de uma escultura? Há coisas que talvez só o Super-Homem, porque vai a voar e apanha as pessoas que estão a cair do arranha-céus.

Sugerir correcção