DR
Foto
DR

Vodafone Mexefest: aí vão mais três nomes para o cartaz

Jagwar Ma, Meg Baird e os Octa Push vão actuar em Lisboa neste festival agendado para 25 e 26 de Novembro

Jagwar Ma, Meg Baird e os Octa Push são os três últimos nomes conhecidos da próxima edição do Vodafone Mexefest. Os primeiros chegam de Sydney e trazem um novo disco de originais, o segundo da sua discografia, chamado "Every Now & Then", do qual já foram lançados dois singles, “O B 1” e “Give Me A Reason”. A receita mantém-se: rock, psicadelismo e electrónica.

Os Jagwar Ma já actuaram, diz a organização, ao lado de bandas como Foals, The XX ou Tame Impala. No ano anterior, estiveram em festivais como Glastonbury, Green Man, FYF Los Angeles, Bumbershoot ou Lollapalooza Berlin. Em 2014, actuaram no Porto.

O segundo daqueles nomes do cartaz deste festival, a baterista, cantora e compositora Meg Baird, já colaborou com Will Oldham, Kurt Vile, Sharon Van Etten ou Steve Gunn. A solo lançou três discos: Meg estreou-se em 2007 com "Dear Companion", lançou "Seasons on Earth" quatro anos depois, e regressou no ano passado com "Don’t Weigh Down the Light". Recorde-se que Meg Baird fundou os Espers, as The Baird Sisters e integrou os Heron Oblivion.

O terceiro nome é familiar ao público português. Os Octa Push inspiraram-se nas influências da música lusófona para criar um mosaico fortemente electrónico. “Oito”, o álbum de estreia, editado há três anos, veio confirmar o potencial da dupla como um dos projectos mais criativos e arrojados da música nacional.

Este ano, os Octa Push voltaram com um novo disco: “Língua”. O registo é uma homenagem à música lusófona dos últimos 40 anos, no qual participam músicos como Batida, Maria João, Tó Trips (Dead Combo), João Gomes (Orelha Negra), Cachupa Psicadélica, Cátia Sá (ex-Guta Naki), Ary (Blasted Mechanism), entre outros. Jagwar Ma, Meg Baird e os Octa Push juntam-se a outros nomes ja confirmados desta edição, marcada para 25 e 26 de Novembro, entre os quais figuram Diamond D & Large Professor, Digable Planets, Kevin Morby, ou  The Invisible, Whitney. 

Sugerir correcção