Américo Amorim renuncia à presidência da Galp

Empresário de 83 anos vai ser substituído pela filha, Paula Amorim.

Pedro Maia
Foto
Pedro Maia

A Galp anunciou nesta sexta-feira que o empresário Américo Amorim renunciou ao cargo de presidente do conselho de administração da empresa, onde controla 33,34% do capital.

O empresário de 83 anos vai ser substituído no cargo pela filha Paula Amorim. A comissão executiva da empresa, que é liderada por Carlos Gomes da Silva, mantém-se inalterada.

Américo Amorim apresentou a sua renúncia ao cargo "por motivos  pessoais", explicou a Galp num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

"Ao longo dos últimos dez anos, o Senhor Américo Amorim ajudou a empresa a alcançar os seus objetivos, com o seu compromisso, talento e espírito empreendedor", salientou a petrolífera.

A Galp esclarece que Miguel Athayde Marques, que já estava no conselho de administração como membro independente, passará a ocupar o cargo de vice-presidente, que era até à data desempenhado por Paula Amorim. Para este órgão, como vogal, entra também outra filha de Américo Amorim, Marta Amorim.

A família Amorim controla a Galp através da Amorim Energia, sediada nos Países Baixos. Esta sociedade é detida pela Power Oil & Gas Investments (35%) e pela Amorim Investimentos Energéticos (20%), sociedades de Américo Amorim. Os restantes 45% pertencem à Esperaza Holding, da angolana Sonangol.

A nomeação da nova presidente do conselho da Galp tem efeitos imediatos, embora deva ser ratificada na próxima assembleia geral de accionistas da empresa.