Lisbon & Estoril Film Festival com Godard e Kusturica em destaque

A décima edição do festival vai ter lugar em diferentes lugares de Lisboa e Cascais, de 4 a 13 de Novembro.

Fotogaleria
On the Milky Road, sem data de estreia comercial ainda, vai também ser exibido dr
Fotogaleria
Emir Kusturica é um dos convidados da décima edição do Lisbon & Estoril Film Festival. DR
Fotogaleria
O escritor Enrique Vila-Matas está entre os convidados dr

A décima edição do Lisbon & Estoril Film Festival (Leffest), de 4 a 13 de Novembro, vai contar com mais de 60 convidados, como Emir Kusturica, Jim Jarmusch e Jerzy Skolimowski. Com um orçamento de cerca de 550 mil euros, inferior ao de anos anteriores, segundo o director Paulo Branco, o festival terá lugar em diferentes espaços de Lisboa e Cascais, como o Centro Cultural de Belém (CCB), o Espaço Nimas, a Casa das Histórias Paula Rego e, como novidade, as salas de cinema do Cascais Shopping e o Pavilhão 31 do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa.

“A ideia do Lisbon & Estoril Film Festival é fazer um festival diferente, com características diferentes dos outros festivais. Um lugar onde grandes figuras se pudessem encontrar”, afirmou Paulo Branco esta terça-feira em conferência de imprensa, no CCB.

A acrescentar às já anunciadas homenagens a Jean-Luc Godard e Jerzy Skolimowski, o Leffest 2016 vai também destacar e apresentar retrospectivas de Emir Kusturica, Teresa Villaverde, Pascal Bonitzer, Daniel Rosenfeld e Agustín Díaz Yanes. Sobre Godard, além da retrospectiva completa da obra, que conta cerca de cem títulos, haverá também um simpósio internacional.

O Herói de Hacksaw Ridge, de Mel Gibson, e Nocturnal Animals, de Tom Ford, abrirão e encerrarão respectivamente o festival. Ambos fora de competição, como acontece também com Os Belos Dias de Aranjuez, de Wim Wenders, Paterson, de Jim Jarmusch, e The Woman Who Left, de Lav Diaz.

Em competição estão American Honey, de Andrea Arnold, Christine, de Antonio Campos, Elle, de Paul Verhoeven (que estreia em Portugal até ao final do ano), Little Men, de Ira Sachs, ou Nocturama, de Bertrand Bonello, num total de 13 títulos. Do júri da selecção oficial farão parte Jerzy Skolimowski, Marthe Keller, Pedro Cabrita Reis e Valentina Lodovini.

Entre os mais de 60 convidados estão realizadores, actores, escritores e artistas de diferentes áreas da cultura. Além de Kusturica - cujo último filme, On the Milky Road, sem data de estreia comercial ainda, vai também ser exibido - Paulo Branco destacou as presenças da pianista argentina Martha Argerich, presente na exibição do filme Bloody Daughter, da sua filha Stéphanie Argerich, do escritor espanhol Enrique Villa-Matas (apresenta o novo livro, Marienbad Eléctrico), e do poeta sírio Adonis, que lançará O Arco-Íris do Instante. Há vários convidados que por enquanto não confirmaram presença “devido a compromissos”, segundo Paulo Branco, que adiantou que vários deles "trabalharam com Jean-Luc Godard".

“Tudo indica que o festival será um êxito”, afirmou na conferência de imprensa Salvato Telles de Menezes, presidente da Fundação D. Luís I em Cascais. Já para Catarina Vaz Pinto, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, "o festival é muito original e de enorme qualidade artística" mas o desafio "são os públicos, que continuam a estar aquém do festival”.

O programa definitivo estará disponível a 21 de Outubro, data em que os bilhetes serão postos à venda. 

Texto editado por Isabel Coutinho