EUA

Robert de Niro: Trump “é um rufia, um cão, um porco”

Actor ataca sem pruridos o candidato presidencial num vídeo que deveria ser de apelo ao voto.

Robert de Niro foi convidado a participar na campanha Vote Your Future, que apela ao cidadãos norte-americanos que se registem para votar nas eleições presidenciais de Novembro. O actor – uma instituição do cinema por direito próprio, protagonizando filmes como O Padrinho: Parte 2 ou O Touro Enraivecido – aceitou e entra num vídeo promocional com outros artistas e celebridades. Mas, ao contrário dos demais, o vídeo em que deveria surgir sozinho a falar sobre a importância da participação eleitoral não foi divulgado.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Neste sábado, quatro dias depois de essas dezenas de vídeos terem sido partilhadas no YouTube pelos responsáveis da Vote Your Future, a Fox News publicou-o no Facebook. Percebe-se por que não seguiu os meios oficiais da campanha para ser divulgado: Robert de Niro passa quase um minuto a atacar Donald Trump, o candidato do Partido Republicano à Casa Branca – e não se contém nas palavras. “Ele é tão evidentemente estúpido… É um rufia, um cão, um porco, um aldrabão, um artista da mentira, um vadio que não sabe do que está a falar.”

O actor, de 73 anos, surge visivelmente agastado e parece estar a improvisar. “Ele não faz o seu trabalho de casa, não quer saber, pensa que está a jogar com a sociedade, não paga os seus impostos”, continua De Niro. “Ele é um idiota. Colin Powell [secretário de Estado da administração de George W. Bush] disse-o bem. É um desastre nacional. Um embaraço para este país. Deixa-me tão irritado que este país tenha chegado a um ponto em que este idiota, este palhaço, tenha chegado onde está”, atira De Niro.

Nem a sugestão – pelo menos – de violência física fica de fora do discurso inflamado do actor: “Ele costuma falar sobre querer dar murros nas caras das pessoas. Bem, eu gostaria de lhe dar um murro na cara.” Se dúvidas houvesse, Robert de Niro deixa tudo às claras sobre o resultado eleitoral que espera no próximo mês: “Isto é alguém que queremos para Presidente? Não me parece.” O actor termina a dizer que teme os EUA sigam na “direcção errada” com Donald Trump – que, de resto, está a perder apoios com a sua última polémica machista.