Terry Gilliam ataca Paulo Branco: "Cuidado em quem acreditas"

“Todos os nossos contratos são feitos para serem quebrados”, lê-se numa fotomontagem do realizador publicada no Facebook.

Foto
Terry Gilliam, durante o Festival de Veneza, em Setembro. AFP/GIUSEPPE CACACE

O realizador e membro dos Monty Python Terry Gilliam partilhou no Facebook uma ilustração em que acusa o produtor português Paulo Branco de ser responsável pelo mais recente atraso do seu projecto cinematográfico O Homem que Matou Dom Quixote.

Numa partilha titulada “Como é que os filmes são adiados, lição um. Tem cuidado em quem escolhes acreditar”, que surge no perfil oficial do realizador britânico de origem norte-americana no Facebook, o rosto de Paulo Branco surge numa fotomontagem a substituir o leão no emblema da produtora Metro-Goldwyn-Mayer.

“Muitos dos nossos empregados não pagam quaisquer impostos! Lembrem-se, quanto menos pagarmos, mais poupam nos impostos. Zero pagamentos = zero impostos”, lê-se na imagem. Em rodapé, uma nota “Todos os nossos contratos são feitos para serem quebrados”.

Paulo Branco tinha anunciado em Abril a compra dos direitos do filme O Homem que Matou Dom Quixote, que adapta ao cinema o clássico de Cervantes e cujas filmagens aguardam o início há já 15 anos. Na altura, o produtor português recusou explicar como financiaria o projecto. “Não anuncio um filme sem estar praticamente garantido que os financiamentos estão assegurados ou em vias de estar assegurados muito cedo”, disse então ao PÚBLICO.

Em Maio, durante o Festival de Cannes, foi anunciado que a rodagem arrancaria em Outubro.

Na semana passada, porém, Gilliam disse durante um programa na BBC Radio 2 que havia problemas com o financiamento do filme e que o projecto estava “ligeiramente atrasado”.

“Tinha este produtor, um tipo português, que disse que arranjava todo o dinheiro a tempo, mas há poucas semanas provou-se que afinal não tinha o dinheiro”, afirmou, sem referir o nome de Paulo Branco.

Nessa entrevista, o realizador e autor das conhecidas animações dos Monty Python disse que planeara começar a filmar na passada segunda-feira. E nesta quinta-feira, surgiu a imagem satírica no Facebook. Ao final da manhã desta sexta-feira, 24 horas após a publicação, a imagem somava mais de 300 partilhas.

No site do realizador, na legenda de outro desenho sobre O Homem que Matou Dom Quixote, lê-se “ainda à espera, ainda à espera”.

Contactado na quinta-feira pelo PÚBLICO, Paulo Branco recusou reagir. Terry Gilliam também não respondeu às perguntas enviadas pelo PÚBLICO.