Skitterphoto
Foto
Skitterphoto

Associação Duarte Tarré atribui bolsas a estudantes carenciados

Apoios destinam-se a estudantes carenciados do Ensino Superior. São cerca de 20 bolsas para estudantes de licenciatura e mestrado e quatro de doutoramento

Duarte Tarré desapareceu jovem. Tinha 20 anos e estudava no terceiro ano do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa. A família decidiu criar uma associação com o seu nome para lhe homenagear a generosidade. Todos os anos, essa organização apoia estudantes do Ensino Superior com carências económicas.

Para o ano lectivo 2016/2017, as candidaturas estão abertas. No total, a organização oferece 24 bolsas, vinte no valor máximo de 800 euros para frequentar uma licenciatura ou mestrado e até quatro bolsas para estudantes de doutoramento com um financiamento máximo de 1.250 euros.

Os candidatos, que sejam estudantes de licenciatura ou mestrado, têm que ter até 25 anos. Só serão aceites alunos com uma média superior a 14 valores, de acordo com o regulamento. O prazo de candidaturas prolonga-se até 5 de Outubro. A candidatura implica o preenchimento de um formulário disponível no site da associação e a redacção de um texto com os motivos da candidatura.

Manuel Tarré, pai de Duarte, refere numa nota enviada às redações que “estas bolsas se destinam a perpetuar o espirito” do filho “junto dos jovens, que se deparam com grandes dificuldades”. Em quatro anos, a Associação Duarte Tarré já apoiou 73 jovens com bolsas de estudo.