Jesus tem orgulho, Capucho tem feeling

Sporting visita o Rio Ave na quinta jornada da I Liga.

Foto
Treinador do Sporting prevê dificuldades em Vila do Conde, mas quer a vitória Patrícia de Melo Moreira/AFP

A exibição do Sporting no Santiago Bernabéu, na primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, ainda está fresca na memória – os “leões” estiveram em vantagem no marcador diante do Real Madrid até aos 89’, quando os “merengues” iniciaram a reviravolta no marcador (2-1). O treinador Jorge Jesus reconheceu que a equipa deve sentir-se orgulhosa por aquilo que fez na capital espanhola, mas quer os jogadores concentrados no próximo adversário. Esta noite (20h15, SP-TV1), o Sporting visita o Rio Ave em partida da quinta jornada da I Liga.

PÚBLICO -
Aumentar

“É bom sentir os elogios das pessoas que estão ligadas ao futebol [pela exibição em Madrid], é um incentivo para continuarmos. Mas uma coisa foi o jogo de quarta-feira, outra coisa é o jogo de amanhã [hoje] no Estádio dos Arcos. O nosso chip tem de estar completamente focado no jogo com o Rio Ave”, sublinhou o técnico. “O jogo com o Rio Ave vai ser completamente diferente. Vai ser mais difícil. Temos de ter a qualidade de jogo que tivemos contra o Real Madrid”, acrescentou Jorge Jesus, que gostou de ver a palavra “desilusão” associada ao resultado de Madrid: “Se perder com o Real Madrid é uma desilusão, é sinal que o Sporting está muito forte. Quer dizer que somos muito melhores do que o Real Madrid e perder foi uma desilusão. Não foi uma desilusão, como é óbvio.”

O orgulho não fará o Sporting esquecer-se das responsabilidades: “Os jogos em Vila do Conde são difíceis e este vai sê-lo de certeza. Mas o Sporting está preparado e tem de encontrar soluções para sair vencedor e continuar no primeiro lugar. O Sporting tem vindo a crescer, mês após mês, com os jogadores novos e aqueles que já faziam parte do plantel no ano passado. Tenho uma equipa trabalhada por mim. E, se está trabalhada por mim, tem de ser a melhor em Portugal”, vincou Jorge Jesus.

O técnico “leonino” admitiu fazer algumas alterações no “onze”, até porque houve jogadores a terminar a partida de Madrid com dificuldades. Jorge Jesus citou Marvin Zeegelaar e Bryan Ruiz, mas disse que só tomará decisões após o treino deste domingo. “Queremos os três pontos, mas com todo o respeito pela equipa do Rio Ave. Vamos com o mesmo respeito que tivemos pelo Real Madrid”, garantiu.

Os vila-condenses iniciaram o campeonato com uma derrota em casa, diante do FC Porto (1-3), mas nas três jornadas seguintes conseguiram duas vitórias e um empate (no terreno do Sp. Braga). “Sinto que vamos ser o primeiro adversário a roubar pontos ao Sporting. E não digo isto da boca para fora, digo-o porque a minha equipa, defensivamente, é segura, sabe o que faz e não tem medo dos adversários, embora ofensivamente considere que ainda podemos evoluir”, apontou o treinador do Rio Ave, Nuno Capucho, concluindo: “Quero que os jogadores sejam mais arrogantes e confiem mais neles próprios.”

Sugerir correcção