Michel Platini sai de consciência tranquila

Francês discursou antes da passagem de testemunho, clamando inocência e prometendo continuar a batalha judicial.

Foto
Alkis Konstantinidis/Reuters

Polémicas à parte, Michel Platini discursou no congresso que elegeu o respectivo sucessor no cargo de presidente da UEFA para os próximos dois anos e meio.

O francês sai “de consciência tranquila”, “orgulhoso” da missão que agora será assumida pelo esloveno Ceferin.

“Estou certo de não ter cometido qualquer crime” garantiu Platini, que prometeu prosseguir a batalha judicial, despedindo-se das 55 federações e dos amigos do futebol com votos de sucesso para a modalidade.