Rachel Crowe/Unsplash
Foto
Rachel Crowe/Unsplash

“SafeCloud Photos”: App portuguesa assume-se como a mais segura do mercado

A nova aplicação diferencia-se da concorrência pela forma como se defende de possíveis ataques à "cloud"

O Laboratório de Software Confiável (HASLab), do INESC TEC, apresentou uma aplicação móvel de fotografias que se assume como a mais segura do mercado no armazenamento online.

A “SafeCloud Photos” distingue-se das outras do seu segmento seguindo um princípio de dividir para reinar: “Quando coloco fotografias no Dropbox ou no Google eu tenho de confiar nesta empresa. O que a nossa aplicação faz é, em vez de usar apenas um dos serviços de armazenamento online, utiliza pelo menos dois ou mais”, explica Francisco Maia, do HASLab, ao JPN.

Cabe ao utilizador configurar qual dos serviços quer utilizar, num mínimo de dois. “A informação colocada em cada um deles não revela absolutamente nada sobre a informação original. Apenas a pessoa que tem acesso às várias contas em simultâneo consegue recuperar a informação, neste caso, as fotografias. Assim, mesmo que alguma destas empresas seja atacada, mesmo que estas ‘clouds’ sejam atacadas, a informação obtida com esse ataque não é suficiente para recuperar as minhas fotografias”, remata o investigador.

Nesta fase, os serviços disponibilizados aos utilizadores são o Google Drive, o Dropbox e o Microsoft OneDrive, mas a aplicação pode suportar mais serviços.

A aplicação é gratuita e vai estar disponível a partir de quinta-feira na Play Store (para sistemas Android) e na App Store (para iOS). A equipa deixa em aberto a possibilidade de criar outras aplicações para manipular outros ficheiros — como vídeo — noutros dispositivos que não só móveis — como computadores pessoais.

Projecto europeu procura soluções

A aplicação que vai ser agora divulgada ao público foi integralmente desenvolvida no HASLab e faz parte de um amplo projeto europeu — o SafeCloud — que está a ser coordenado a partir do INESC TEC.

A segurança e a fiabilidade do "software" são preocupações de longa data neste mercado, mas ganharam urgência a reboque das denúncias de Edward Snowden em 2013 e de ataques piratas como o de 2014 ao serviço iCloud que, literalmente, colocou a nu várias figuras públicas na internet.

O projecto SafeCloud, que conta com um financiamento de 3 milhões de euros da Comissão Europeia, quer arranjar soluções ao nível das comunicações, do armazenamento de dados e do processamento de dados na nuvem, com um nível de segurança “que neste momento não existe no mercado”, considera Francisco Maia.

O princípio seguido é o mesmo que serve de base à aplicação de fotografia: “Em vez de ter de confiar ou depender apenas de uma entidade, vou tirar partido da existência de várias entidades no mercado e garantir que apenas quem é o dono dos dados, apenas esse, pode chegar aos dados e tirar informações desses dados, sem perder os benefícios de uso da ‘cloud’: aceder em qualquer lado, a qualquer hora, com garantias de fiabilidade, com imenso espaço”.

O lançamento da SafeCloud Photos vai decorrer durante o Dia Aberto do Laboratório de Software Confiável do INESC TEC, que se realiza esta quinta-feira. O HASLab faz parte do pólo da Universidade do Minho do INESC TEC, mas é no edifício sede deste instituto, localizado no campus da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, que decorre o evento.