DR
Foto
DR

Megafone

3Pês: electrónica de fazer babar indies

Promo, Palco e Pista: os 3Pês de António Barroso. Sugestões musicais para este fim-de-semana, de 8 a 10 de Setembro

Sim, há electrónica que não é só para dançar, ver as luzes a piscar e moldar corpos aos esguios alheios. SOHN, Sweat & Smoke e Dan Deacon. Mas também Señoritas e um mimo “clássico” dos Sweet Nico.

Promo

No alargamento da editora 4AD para a pop, a electrónica e até para o R&B, o inglês Christopher Taylor, que assina como SOHN, é um dos seus expoentes. Depois da estreia, em 2014, com “Tremors”, de que recordo “Lights”, o compositor e músico, que vive em Viena (Áustria), avançou com uma primeira amostra do que poderá ser um segundo disco. “Signal”, o vídeo, é dirigido e protagonizado pela estrela "hollywoodesca" Milla Jovovitch.

Na mesma onda, os portugueses Sweat & Smoke (Lisboa) apresentaram, há dias, “Reach 4 The Sky”, preâmbulo de algo maior a caminho. Kool Isac Ace e Guilherme Guillaz perfazem esta dupla de electro-funk e podem ser apreciados, este fim de semana, no Parque Eduardo VII, no festival Lisb_On.

Como as alternativas são sempre o oposto do vigente, até se esfumarem (as alternativas e os vigentes) em mera qualidade, hoje sou mesmo capaz de apostar no sucesso massivo do novo single de Dan Deacon, compositor de electrónica que costuma ser apreciado em tribos díspares, dos "hispters" aos indie, dos da pop aos do transe. “Change Your Life” vai directa para as pistas de dança, para os auto-rádios e para as listas pessoais da malta que até gosta de coisas mais densas e obscuras, de tão viciante que é. E é fresquinha, saiu hoje para as redes sociais.

Outra das propostas da semana é o álbum de estreia de Señoritas, “Acho que é meu dever não gostar”, título, também do segundo single, que antecipa a saída do longa-duração, marcada para dia 23 de Setembro. Já se podia ouvir “Nova”, entre os dois, percebe-se bem por onde vão Mitó Mendes (A Naifa) e Sandra Baptista (A Naifa/Sitiados), que apostam em atmosferas urbanas e derivam por todo a pop-folk (ou vice-versa) de um passado recente nos seus anteriores grupos.

Por fim, um mimo dos lisboetas Sweet Nico: a versão muito conseguida de “Fade Into You” (dos Mazzy Star), após um Verão que serviu de cenário apropriado para nos fazer entrar pelas orelhas adentro o seu “R EVIVAL”, editado no início do ano.

Palco

Hoje (quinta-feira), era moço para ir apreciar os norte-americanos Feels ao MusicBox (Lisboa, 22h30). Garage, punk, alguma réstia de grunge (que uma pitada até fica bem, que é como o sal, sempre sem exagerar) num poderoso álbum de estreia, homónimo, que contou com a colaboração de Ty Segall e John Dwyer (Thee Oh Sees) na produção. Guitarrada pura e dura.

Sexta, é rumar a norte e apreciar, em Viana do Castelo (Largo Amadeu Costa) os vimaranenses Wild Booze. Estão prestes a pôr cá fora o seu primeiro registo, mas em palco são vimaranenses que parecem ter já discografia de gente grande. Carregam influências do pop-rock britânico deste século, como se pode depreender deste “LSD”. No dia seguinte, sábado, actuam Ghosts of Port Royal, no mesmo local.

Isto, claro, a contar com todo o fim-de-semana com o Reverence Valada, no Ribatejo, onde subirão aos placos The Brian Jonestown Massacre , The Raveonettes , A Place To Bury Strangers , Twin Transistors, Killing Joke  e The Damne (entre muitos outros), de quinta a domingo.

Pista

Há promessas (sempre muito cumpridas) de indie, alternativa e synth-pop no Incognito (Lisboa), quinta e sexta, com os dj Carlos Didelet e Felipe Parada, um para cada noite.

Mais a norte, há de tudo um pouco, mas com elegância. São assim os sets do Puto & Pico, que sexta-feira trocam discos no Era Uma Vez o Porto, ali para os lados dos Clérigos, a partir das 22h30.

Com a mesma elegância, tendências e géneros, Paulo Campos vai manipular cursores no Destilado, em Braga, no sábado, noitada a que chama “Shake Your Life”.