Primeiro-ministro uzbeque nomeado Presidente interino

Shavkat Mirziioiev é visto como o nome favorito em Moscovo — principal aliado do anterior Presidente, Islam Karimov, que morreu na semana passada.

Shavkat Mirziioiev (à esquerda) com Vladimir Putin à frente de um retrato de Islam Karimov
Foto
Shavkat Mirziioiev (à esquerda) com Vladimir Putin à frente de um retrato de Islam Karimov Reuters

O parlamento do Uzbequistão nomeou o actual primeiro-ministro, Shavkat Mirziioiev, como Presidente interino, de acordo com a agência russa Interfax, sucedendo desta forma a Islam Karimov, que liderou o país nos últimos 27 anos.

Mirziioiev deverá assumir a presidência até às eleições, que deverá ser marcada nos próximos três meses.

A nomeação de Mirziioiev acontece cinco dias depois de ter sido divulgada a morte de Karimov, que estava hospitalizado há mais de uma semana com problemas cardíacos. A presidência passou a ser assumida de forma automática pelo líder do senado Nigmatilla Iuldashev, mas Mirziioiev foi desde logo um dos nomes favoritos para suceder a Karimov.

O Uzbequistão nunca conheceu outro chefe de Estado que não Karimov. Ainda antes da queda da União Soviética, já estava à frente do Partido Comunista local e, com a independência em 1991, tornou-se no primeiro Presidente do país.

Desde então, Karimov governou o Uzbequistão com mão de ferro, passando por cima dos direitos humanos para conter o mínimo sinal de oposição. Em 2005, as forças de segurança abriram fogo contra milhares de manifestantes na cidade de Andijan. Não houve qualquer investigação à actuação da polícia, mas calcula-se que terão morrido centenas de pessoas, naquele que é considerada o mais violento episódio de repressão de uma manifestação popular desde o fim da União Soviética.

O regime autoritário de Karimov privou os 30 milhões de habitantes de praticamente todos os direitos políticos e do exercício de liberdades básicas como a expressão ou a de associação. Nas últimas eleições presidenciais, no ano passado, Karimov foi eleito com mais de 90% dos votos, com muitas críticas dos observadores internacionais.

A sua morte atirou o futuro do Uzbequistão para um clima de incerteza quanto ao futuro líder. Não foram dados quaisquer pormenores sobre o processo de escolha de um novo Presidente, mas Mirziioiev foi sempre um dos nomes mais referidos pelos analistas.

O primeiro-ministro de 58 anos foi o organizador das cerimónias fúnebres de Karimov e é visto como o nome preferido em Moscovo, de acordo com a consultora de segurança Stratfor. Mirziioiev é primeiro-ministro desde 2003, tendo antes disso sido governador da província de Samarkanda, de onde era natural Karimov.

Esta semana, o Presidente russo, Vladimir Putin, — que tinha em Karimov um dos seus principais aliados na região — visitou o país onde se encontrou com Mirziioiev e apelou à manutenção do rumo seguido pelo anterior Presidente. “Esperamos que tudo o que Islam Abduganiievich [Karimov] começou seja continuado”, afirmou Putin, de acordo com imagens do canal Rússia 24.