Foguetão da SpaceX explodiu na Florida

Acidente ocorreu durante testes numa base espacial em Cabo Canaveral. Não houve feridos.

i-video

Uma explosão destruiu um foguetão esta quinta-feira numa base espacial em Cabo Canaveral, na Florida, Estados Unidos. A explosão deu-se durante testes de rotina do Falcon 9, o foguetão da empresa aeroespacial SpaceX detida por Elon Musk, produzindo uma coluna densa de fumo preto.

A empresa, em comunicado, disse que não havia feridos, mas que uma “anomalia” durante um teste resultou na perda do foguetão e de um satélite de comunicações israelita, que iria ser lançado para o espaço pelo Falcon 9 no próximo sábado.

A explosão deu-se pouco depois das 15h (hora de Lisboa), segundo um porta-voz da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, a base espacial onde ocorrem os lançamentos do Falcon 9. “A nossa equipa de gestão de emergências está a responder [à explosão] neste preciso momento”, disse o porta-voz Bryan Purtell.

A explosão foi sentida a vários quilómetros de distância, segundo relatos de pessoas nas redes sociais, onde foram ainda partilhadas fotografias da coluna densa de fumo preto que se elevava do local. As autoridades locais disseram que os residentes não corriam riscos.

“Pensámos que o edifício estava a entrar em colapso. Tremeu tanto...”, escreveu Robin Seemangal, um jornalista especializado na área do espaço, num “tweet”, citando uma fonte que estava num edifício da base espacial.

Elon Musk fundou a SpaceX em 2002 com o objectivo de reduzir o custo das viagens espaciais, para tornar possíveis missões mais complexas, como uma ida a Marte. A empresa planeia lançar a sua primeira nave não tripulada para o planeta vermelho já em 2018, e enviar humanos em 2024.

Em 2015, um foguetão Falcon da SpaceX, que transportava a cápsula não tripulada Dragon numa missão de abastecimento da Estação Espacial Internacional, explodiu depois da descolagem, também no Cabo Canaveral.