Torne-se perito

Platini quer explicações do Tribunal Arbitral

Advogados do ex-presidente da UEFA questionam motivações da sentença.

Foto
Pierre Albouy/Reuters

Os advogados de Michel Platini, antigo presidente da UEFA, pediram ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) que explique os motivos da suspensão da presidência do organismo.

Numa mensagem enviada ao TAS, à qual a agência noticiosa AFP teve acesso, os advogados querem explicações sobre as motivações para a sentença.

Os advogados consideram "inadmissível" não terem recebido qualquer informação do TAS mais de três meses depois da redução da pena.

O ex-líder da UEFA foi condenado por abuso de confiança, conflito de interesses e gestão danosa no caso do pagamento de 1,8 milhões de euros pelo ex-presidente da FIFA, Joseph Blatter.

Platini, que chegou a apresentar a candidatura à presidência da FIFA este ano, foi inicialmente condenado a oito anos de suspensão pela Comissão de Ética da FIFA, a 21 de Dezembro de 2015, mas a pena foi depois reduzida para seis anos pela Comissão de Recurso.

A 9 de Maio deste ano, o TAS, na sequência de um recurso apresentado por Platini, reduziu para quatro anos a suspensão aplicada.

Sugerir correcção