Torne-se perito

Branko contra Moullinex, DJ Ride contra Bonga, e todos juntos no Coliseu de Lisboa

A primeira edição portuguesa do Red Bull Music Academy Culture Clash está marcada para 20 de Outubro e põe a concorrer quatro equipas de músicos.

Foto
O angolano Bonga é um dos reforços da equipa liderada pelos Batida MARTIM RAMOS/ARQUIVO

Branko joga numa equipa, a Club Atlas, Moullinex lidera outra, a Moullinex Live Machine. E ainda há haverá mais duas formações a subir ao Coliseu de Lisboa, a 20 de Outubro, para a grande batalha Red Bull Music Academy Culture Clash, que pela primeira vez terá uma edição em Portugal: os Matilha, liderados por DJ Ride, e Batida + Kambas e o Próprio Kota!, com Pedro Coquenão e o angolano Bonga (mesmo!) juntos em combate.

Ao longo da noite, as quatro crews actuarão umas contra as outras, cada uma no seu palco; no final, será o público a decidir qual delas ganha, adianta a nota de imprensa divulgada esta terça-feira, explicando que "um sonómetro traduzirá em decibéis o entusiasmo com que cada crew é recebida". As sessões Red Bull Music Academy Culture Clash, inspiradas nos históricos sound clashes jamaicanos, já se realizaram em cidades como Londres, Manchester, Roterdão, Nova Iorque, Toronto e Milão.  

As equipas alinhadas para a batalha de Lisboa, acredita a organização, "representam diferentes sonoridades e tendências na cena musical portuguesa". De um lado, a Club Atlas, oriunda do universo Buraka Som Sistema: atrás de Branko estarão mais dois membros da banda que em Julho encerrou a sua actividade por tempo indeterminado, DJ Riot e Kalaf, assim como os cúmplices Carlão, Fred Ferreira e Pongo Love. Do outro, a Moullinex Live Machine do músico e produtor Luís Clara Gomes (Moullinex), que terá consigo a família Discotexas representada por Xinobi e Da Chick e, contratação mais surpreendente (ou nem tanto, dado o passado de remisturas que já ligou no passado o seu nome ao de Clara Gomes), The Legendary Tigerman. A Matilha de DJ Ride inclui Jimmy P e os ex-Macacos do Chinês MGDRV; a joint-venture luso-angolana Batida + Kambas e o Próprio Kota!, dirigida por Batida (Pedro Coquenão), entra em campo com um peso-pesado do semba e da música africana em geral, o gigante Bonga, a que se juntam DJ Satélite, Karlon e os bailarinos André Cabral, Gonçalo Cabral e Bernardino Tavares.

A Red Bull Academy é uma estrutura internacional fundada em 1998 e formada por produtores, músicos e DJ de todo o mundo, que se juntam anualmente numa cidade para organizar workshops, laboratórios de música, encontros e concertos. Desde 2004 que opera também em Portugal.

Sugerir correcção