Há mais uma piscina com água verde mas talvez já haja explicação

A piscina de pólo aquático, depois da piscina de saltos.

A cor entre as duas piscinas já foi mais diferente
Fotogaleria
A cor entre as duas piscinas já foi mais diferente Reuters
Fotogaleria
Foram feitas análises à água antes da competição arrancar AFP
Fotogaleria
À semelhança dos saltos, também os jogos de pólo aquático prosseguiram Reuters
Fotogaleria
A falta de algums químicos é a explicação da FINA Reuters
Fotogaleria
Organização dos Jogos promete que a água voltará ao normal nesta quinta-feira Reuters

Foi um dos temas olímpicos mais falados durante o dia de terça-feira. O mistério da água verde da piscina onde decorre a competição de saltos. O que aconteceu à água azul do dia anterior, aquela que se via na piscina ao lado? Não se soube e, na verdade, continua sem se saber muito bem. Já há algumas explicações oficiais como “a falta de alguns químicos”, embora nem todos se convençam. O que não se esperava era que nesta quarta-feira também a piscina do pólo aquático ficasse verde.

Mais um dia de competição e mais uma surpresa no Centro Aquático Maria Lenk. Depois de na terça-feira a piscina dos saltos para água ter ficado verde, nesta quarta-feira também a piscina de pólo aquático, mesmo ali ao lado, ficou assim.

Muitos jogadores queixaram-se antes dos jogos – várias saíram da água e quiseram lavar os olhos. Teme-se que a cor vá escurecendo ao longo do dia, como aconteceu na piscina dos saltos, onde alguns atletas reclamaram a determinada altura de não conseguir ver debaixo de água de tão baça que esta estava.

E mais uma vez, multiplicaram-se as perguntas nas redes sociais mas agora, ao contrário de terça-feira, a organização dos Jogos e a Federação Internacional de Natação (FINA) tentaram travar os rumores com algumas explicações.

Apesar de terem garantido no dia anterior que tudo estava controlado e a qualidade da água não estava afectada, nesta quarta-feira Mario Andrada, director de comunicação do Rio 2016, admitiu que “ontem [terça-feira] a meio da tarde houve uma diminuição súbita da alcalinidade da piscina”. “Obviamente, a pessoa responsável pela manutenção da piscina e pelo controlo podia e devia ter feito mais testes intensivos”, disse o responsável aos jornalistas, citado pelo Wall Street Journal, garantindo que nesta quinta-feira a água já terá o seu tom azul.

Mas alertou: a chuva está a complicar as coisas.

Já a Federação Internacional de Natação (FINA) explicou que a mudança de cor aconteceu quando os tanques da piscina ficaram sem alguns dos químicos usados no tratamento da água. Como resultado, o nível de pH ficou desregulado.

A mudança de cor não representa, no entanto, qualquer risco para a saúde dos atletas, garante a FINA. Daí que não tenha havido necessidade de alterar qualquer prova no calendário.

Estas garantias, porém, não chegam para muitos dos atletas, que duvidam das condições da água. Resta esperar por quinta-feira para perceber se tudo voltou ao normal.