Brisa lamenta “desacatos” no dia em que os fogos cortaram a A1

Concessionária de auto-estradas diz que funcionário foi agredido no domingo por um condutor quando a A1 esteve cortada várias horas devido aos incêndios.

Foto
A Brisa garante que distribuiu água pelos viajantes que estiveram horas parados na A1 Daniel Rocha (arquivo)

No passado domingo, um incêndio em Albergaria-a-Velha, no distrito de Aveiro, forçou o corte da auto-estrada do Norte (A1) nos dois sentidos durante várias horas. Debaixo do calor, da sede e das longas horas de espera, os ânimos ter-se-ão exaltado e um condutor terá agredido um funcionário da Brisa que distribuía águas pelos viajantes, segundo denunciou nesta terça-feira a empresa concessionária de auto-estradas. A Brisa lamenta, em comunicado, que “alguns cidadãos tenham provocado desacatos e colocado em risco a segurança de outros”.

Quando questionada pelo PÚBLICO sobre a origem destes desacatos, fonte da Brisa adiantou que se tratou de um condutor que terá agredido um funcionário da empresa. O funcionário ainda se terá refugiado na carrinha em que seguia, mas o condutor continuou a insultá-lo e terá mesmo esmurrado o veículo. A Brisa não apurou quais os motivos que levaram à alegada agressão.

A mesma fonte da Brisa referiu ainda que existiram “pequenos desacatos que envolveram adeptos” que se deslocavam para a final da Supertaça de Futebol, entre o Benfica e o Sporting de Braga, no Estádio Municipal de Aveiro. Apesar dos problemas, a concessionária rodoviária destaca, em comunicado, a “dedicação de todos os profissionais” e a “generosidade” e “civismo demonstrada por muitos” neste domingo.

A Brisa adianta ainda que mobilizou, em conjunto com a GNR, “várias equipas para distribuição de águas, com prioridade para aqueles que transportavam crianças e idosos”. O trânsito esteve parado durante mais de cinco horas e, nas redes sociais, alguns viajantes manifestaram o desagrado pela falta de apoio que dizem ter recebido das autoridades competentes, em comentários a um vídeo que mostra um casal a distribuir água fresca pelos viajantes.