Michael Caine chama-se agora… Michael Caine e a culpa é do terrorismo

Actor britânico fartou-se de ser parado em controlos de segurança nos aeroportos.

Foto
Michael Caine em Um Golpe em Itália

Parece o guião de um filme em que o próprio Michael Caine podia entrar. Um actor famoso chega ao aeroporto e no controlo de segurança um simpático funcionário saúda-o com o habitual “Hi Michael Caine”. Michael Caine apresenta-lhe o passaporte com o seu verdadeiro nome – Maurice Micklewhite. A confusão instala-se e seguem-se vários procedimentos de segurança, especialmente intensos ultimamente por causa dos atentados atribuídos ou inspirados pelo Estado Islâmico.

“Podia ficar lá uma hora. Por isso, mudei o meu nome”, disse o famoso actor britânico citado pelo Guardian. Ou seja, Michael Caine chama-se agora oficialmente Michael Caine, tendo o actor adoptado o seu pseudónimo.

O nome do actor de 83 anos foi escolhido em 1954. Começou por ser Michael Scoot, mas pediram-lhe para mudar quando chegou a Londres, uma vez que o nome já aparecia nos cartazes. Foi no meio do stress de um telefonema do seu agente que Caine olhou para um anúncio, fora da cabina telefónica, e viu um cartaz com o filme The Caine Mutiny/Os Revoltados do Caine. A cena passou-se em frente ao Odeon de Londres e Humphrey Bogart, o seu actor preferido, era o protagonista deste drama de guerra. Foi automático: nasceu Michael Caine.