Relatório final do Banif votado a 28 de Julho

Texto está a cargo de deputado do PS Eurico Brilhante Dias

Eurico Brilhante Dias comentou os resultados da execução orçamental em conferência de imprensa na sede do PS
Foto
Eurico Brilhante Dias comentou os resultados da execução orçamental em conferência de imprensa na sede do PS Enric Vives-Rubio

O relatório final da comissão parlamentar de inquérito ao Banif vai ser votado em sede de comissão a 28 de Julho, revelou esta quinta-feira fonte parlamentar à agência Lusa.

Hoje esteve reunida a mesa e os coordenadores dos partidos, e ficaram calendarizados os prazos em torno do relatório dos trabalhos, a cargo do deputado do PS Eurico Brilhante Dias.

Assim, o texto será enviado pelo Parlamentar aos vários partidos a 21 deste mês, sendo que a 25 haverá uma reunião para a apresentação do relatório. Depois, haverá um dia para serem apresentadas as propostas de alteração antes da reunião de 28 de Julho para a votação final.

Recorda-se que as audições da comissão de inquérito terminaram a 21 de Junho com a presença no parlamento do ministro das Finanças, Mário Centeno.

Em 20 de Dezembro, ao final da noite de um domingo, o Banco de Portugal e o Governo anunciaram a resolução do Banif, a venda de alguns activos da entidade ao Santander Totta e a transferência de outros (muitos deles 'tóxicos') para a sociedade-veículo Oitante.

A operação surpreendeu pela dimensão do dinheiro estatal envolvido, que no imediato foi de 2.255 milhões de euros, o que obrigou a um Orçamento rectificativo.

A este valor há ainda que somar a prestação de garantias de 746 milhões de euros e a perda dos cerca de 800 milhões de euros que o Estado tinha emprestado em 2012 e que não tinham sido devolvidos.

No total, e retirando os 150 milhões de euros pagos pelo Totta, os custos para contribuintes podem chegar até 3.600 milhões de euros.