Rússia será expulsa do Euro 2016 se houver mais incidentes com adeptos

A sanção foi aplicada pela UEFA na sequência dos incidentes com adeptos russos durante o Europeu de futebol.

A violência marcou o jogo entre Rússia e Inglaterra
Foto
A violência marcou o jogo entre Rússia e Inglaterra JEAN-PAUL PELISSIER/Reuters

A UEFA, por intermédio do seu Comité de Controlo, Ética e Disciplina, puniu nesta terça-feira a federação russa de futebol com a pena de desqualificação do Europeu de futebol, mas suspendeu a sanção. Na prática, a selecção daquele país será expulsa do Euro 2016 em caso de novos incidentes envolvendo adeptos daquele país.

Na base desta decisão estão os confrontos ocorridos no estádio Vélodrome, em Marselha antes, durante o jogo entre a Rússia e a Inglaterra, relativo ao Grupo B.

Para além da desqualificação suspensa, a federação russa foi ainda multada em 150 mil euros.

Numa tentativa de pacificar o ambiente, o governo russo condenou nesta segunda-feira a violência dos adeptos, considerando os actos “absolutamente inadmissíveis”.

“Podemos apenas pedir aos nossos adeptos para que não reajam a provocações, sejam elas quais forem”, disse aos jornalistas um porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, acrescentando que os confrontos entre ingleses e russos foram “inadmissíveis”.

A federação russa de futebol já disse que “respeitará” as sanções impostas pela UEFA, nomeadamente a exclusão com pena suspensa do Euro2016 de futebol.

“A medida disciplinar foi tomada, brevemente vamos receber a notificação oficial. E vamos respeitar a decisão da UEFA. Como é que poderia ser de outra forma?”, considerou o presidente da Federação e ministro dos desportos, Vitali Moutko.