Atleta brasileira baleada na cabeça e em risco de vida

Escalada de violência no Rio de Janeiro a menos de dois meses dos Jogos Olímpicos.

Foto
A insegurança é muito intensa nas principais cidades brasileiras Rickey Rogers/Reuters

A atleta brasileira Anna Paula Cotta, praticante de tiro, foi baleada na cabeça, na madrugada de quinta-feira, na sequência de uma tentativa de assalto em pleno Rio de Janeiro, cidade que em Agosto vai acolher os Jogos Olímpicos. Está em estado muito grave, a lutar pela vida.

Segundo a imprensa brasileira, a atiradora, de 27 anos, sargento na escola naval, seguia de carro quando foi interceptada por um grupo de assaltantes. Tentou fugir mas o grupo disparou várias vezes contra o veículo, atingindo a condutora na cabeça.

“Foi realizada uma peritagem no local. Os agentes estão à procura de imagens (de câmaras de segurança) e de provas”, revelou a polícia local à agência AFP.

A menos de dois meses dos Jogos Olímpicos, tem-se assistido a uma escalada de violência no Rio de Janeiro. Segundo dados do Instituto de Segurança pública, 1715 pessoas foram mortas no Rio de Janeiro nos primeiros quatro meses do ano, o que representa um crescimento de 15,8% face ao mesmo período de 2015.

Durante os Jogos Olímpicos, 65 mil polícias e 20 mil soldados vão ser destacados para garantir a segurança. É o dobro dos efectivos que, em 2012, foram destacados para Londres.