AnnerleyHub/ Pixabay
Foto
AnnerleyHub/ Pixabay

Vou de férias e levo o animal comigo

Mais de metade dos donos de cães e um quarto dos donos de gatos levam os bichos de férias. O P3 seleccionou alguns hotéis e turismos rurais onde os animais são bem-vindos

Não é a dor de cabeça sem solução à vista de há alguns anos, mas continua a ser uma preocupação para muitos donos de animais. As férias aproximam-se e à já quase sempre difícil escolha do destino é acrescentado um novo item: encontrar um local onde o animal de estimação seja aceite e bem recebido. Um estudo do site de alojamentos HomeAway, feito em 2015, revelava que mais de metade dos donos de cães (54%) leva o animal de férias e um quarto dos donos de gatos (26%) também o faz. É uma tendência em crescimento — 1 em cada 4 europeus pensa as férias tendo em conta o amigo não humano — e as empresas hoteleiras parecem não andar completamente distraídas.

Uma busca no site de reservas de viagens e turismo Booking.com dá uma resposta imediata: dos 13.174 hotéis listados em Portugal, 3785 permitem animais de estimação. As avaliações, no entanto, nem sempre são as melhores: há hotéis que permitem a permanência de animais em apenas alguns espaços, outros que não permitem a entrada nos quartos (têm espaços reservados para eles passarem as noites) e ainda há quem não aceite reservas em época alta — para citar apenas alguns dos problemas com que os donos se confrontam. Aqui ficam algumas sugestões. 

Monte de Santa Catarina  

É uma casa cheia de animais que aceita mais animais. Há gatos e cães, mas também lamas, suricatas ou furões. O alojamento, entre Monsaraz e o lago do Alqueva, dispõe de uma acolhedora lareira para os dias frios e uma simpática piscina para refrescar se a temperatura aquece. Diz quem já experimentou que o pequeno-almoço do Monte de Santa Catarina, com produtos tipicamente alentejanas, é imperdível. Observar os céus de Monsaraz com o telescópio ali instalado é outro trunfo do espaço. 

Quinta M  

Nesta quinta gerida por um casal de origem francesa rendido ao Ribatejo português, os apaixonados pela natureza sentir-se-ão em casa. As tradicionais tendas circulares da Ásia Central yurts foram vestidas com ar contemporâneo e os hospedes da Quinta M têm acesso a uma interessante combinação entre luxo e rústico. Há animais da quinta e são bem-vindos os dos hóspedes.

Horta da Várzea  

Fica a sete quilómetros da Vila de São Teotónio, em Odemira, e é o local perfeito para quem procura descanso a sério e espaço para os bichanos correrem. A Horta da Várzea é uma casa só, uma carruagem de madeira com comodidades de primeira classe, como ar condicionado e duche com hidromassagem, e cozinha apoiada por churrasqueira no exterior. Há piscina e os cavalos andam mesmo ali ao lado.

Quinta da Eira Velha  

Transformaram uma velha quinta de família num turismo rural, nas margens do lago artificial de Castelo de Bode. É um bom local para fugir ao ruído e ao stress das cidades. Os animais são sempre bem-vindos na Eira Velha.

Quinta das Águias 

É um verdadeiro santuário dos animais. Joep e Ivone, um casal que trocou o Porto por Paredes de Coura, Alto Minho, criaram na Quinta das Águias um espaço que é uma ode à vida saudável e sustentável (a comida é exclusivamente vegetariana). Há pela quinta mais de uma centena de animais, muitos deles salvos do matadouro ou de situações de vida precárias. Cavalos, porcos, coelhos, galinhas, ovelhas, cães e uma colónia de 30 gatos silvestres. A filha do casal, Maria Pinto Teixeira, preside a associação Animais de Rua e estabeleceu ali um projecto inovador de protecção de animais de quinta. Não é preciso dizer que os bichos são muito bem-vindos, certo?

Casas da Lupa 

Há três casas unidas por um amplo jardim com quatro master suites, quatro suites alpendres e três quartos standard. A arquitectura é a puramente alentejana e o cenário paradisíaco, bem pertinho da Zambujeira do Mar e da praia. Os animais são aceites sem qualquer custo adicional nas Casas da Lupa, mas apenas nas suites e master suites. Há apenas um regra de ouro: "Ninguém incomoda ninguém."

Quinta das Barradas 

Recuperaram uma antiga casa de campo do século XIX para a transformar num turismo rural. A sete quilómetros de Lagos, a Quinta das Barradas tem animais porcos, cabras e patos à solta e os animais externos têm passe livre. 

Casa da Mata

Em Condeixa-a-Nova, a 13 quilómetros de Coimbra, a Casa da Mata tem piscina ao ar livre e um simpático jardim onde os animais são bem recebidos. 

Quinta do Xarrama

Tem jardins, hortas e pomares, um conjunto de sete quartos e uma suite, e piscina exterior com relvado à volta. Tem pequeno-almoço mas não restaurante — mas o centro de Évora fica a apenas dois quilómetros. Os animais são aceites na Quinta do Xarrama, mas é preciso avisar previamente. 

Pousadas de Portugal

Arraiolos, Marvão, Tavira, Estoi (Faro), Sagres, Aveiro, Viseu, Caniça, Guimarães, Alvito, Vila ViçosaAmares, Desagravo, Serra da Estrela, Palmela e Alcácer. Algumas das Pousadas de Portugal já permitem a permanência de animais de companhia, até 15 quilos, mas com um custo adicional de 25 euros. O preço dá direito a um kit com cama, comedouro, bebedouro, base de chão, sacos higiénicos e saco com "snacks".

Casa de São João

É uma pequena quinta com um terreno onde se recebem cavalos durante a famosa Feira do Cavalo de Ponte de Lima. Na vila mais antiga de Portugal, a Casa de São João, um turismo rural familiar, tem um grande jardim para os patudos e tudo está vedado para evitar acidentes. Há um pequeno canil, com casota, comedouro e bebedouro, mas os bichos podem andar por onde quiserem. Piscina incluída. Os proprietários pedem apenas um aviso prévio para que tudo esteja preparado para os hóspedes de quatro patas.

 

(sugestão da utilizadora Ana Martins)

 

Cegonha Country Club

Com enorme jardins, cara virada para uma reserva natural e a apenas cinco minutos de carro da praia, o Cegonha Country Club, em Vilamoura, tem apartamentos de rés-do-chão (com jardim, portanto) e outros no primeiro andar, com terraços. Os animais de pequeno porte (até 15 quilos) pagam 12 euros por noite. É preciso avisar previamente da ida deles. 

(sugestão da leitora Joana Miranda)

Aldeia do Pontido 

Localizada nas margens do rio Vizela, em Fafe, distrito de Braga, a Aldeia do Pontido foi reconstruída três décadas depois da partida do último habitante. A barragem, as cascatas e a praia fluvial fazem as delícias de muitos patudos, que são livres de andar por qualquer parte da aldeia, formada por cinco casas de turismo rural. Os animais não pagam e não é necessário avisar previamente da sua chegada; os donos devem, no entanto, levar tudo o que seja necessário para a sua permanência, como bebedouros ou comida.

(sugestão da leitora Eliana Cunha)

Sete Quintas

No Brejão, a seis quilómetros da Zambujeira do Mar, situa-se o espaço de turismo rural Sete Quintas, local onde se pode "partilhar e viver de perto uma verdadeira paixão pelos cavalos", e não só. Todos os animais são bem-vindos, podendo ficar com os donos nos apartamentos (T4 ou T2) e desfrutar dos espaços comuns, como o jardim, sem ser necessário um pagamento extra. Convém é avisar antecipadamente da sua chegada, até para preparar o kit de boas-vindas (com cesta para dormir, escova, taças, corta-unhas, etc). Apenas aos cavalos é cobrada uma taxa que, entre outras coisas, dá direito ao usufruto das boxes, picadeiros e do percurso de obstáculos e cercados com pastagens. 

(sugestão da leitora Ana Chaves)

Aparthoteis Calema e Guadiana

Nos aparthoteis Calema e Guadiana, que se situam em Monte Gordo, Algarve, os animais são bem recebidos. Podem ficar nos quartos com os clientes, não é exigido pagamento extra, nem aviso prévio.

(sugestão da leitora Alexandra Albuquerque)

Quintinha da Foz

Situada no Parque Natural da Ria Formosa, em Tavira, a Quintinha da Foz é um espaço de turismo local, composto por duas casas, aberto a todos os amigos de quatro patas, até porque lá vivem os cães Kruga, Kikas, Mali, Hoa e Sanuk. No entanto, só tem capacidade para receber até três cães de cada vez, que devem ser sociáveis, pois vão conviver com os outros animais. A "guest house" inclui um serviço de "petcare" que compreende, entre outras coisas, alimentação e passeios diários. Convém avisar previamente. Pressupõe um pagamento extra de 15 euros por dia. 

 

(sugestão de Patrícia Jesus)

The Oitavos

O hotel de luxo The Oitavos, localizado em Cascais, situa-se na Quinta da Marinha, em plena costa, a cinco minutos da praia do Guincho. Os amigos de quatro patas também são bem-vindos. São aceites até dois animais por quarto se forem de pequeno porte (20 quilos), por um pagamento adicional de 35 euros por animal para noite, que inclui a taxa de limpeza e alimentação. Os animais podem estar nas áreas exteriores do hotel (há um terraço e uma zona com piscina exterior), mas não nas áreas comuns. Convém avisar previamente. 

(sugestão de Madalena Roque)

Sobreiras Alentejo Country Hotel

Este hotel de quatro estrelas, situado em Grândola, recebe todos os animais domésticos, que podem permanecer nos quartos com os donos e passear por toda a herdade, com excepção das zonas da piscina e recepção. Convém avisar previamente para que seja reservado um quarto mais afastado da recepção. A tarifa diária é de dez euros, sendo que os donos devem levar tudo o que seja necessário para a permanência dos seus animais, como bebedouros ou comida.


(sugestão de Sónia Gonçalves, "general manager" do hotel)

Apartamentos do Lago
O site dos Apartamentos do Lago já anuncia que são "amigos dos animais". Localizados no chamado Lago Azul, na Albufeira de Castelo de Bode, no concelho de Tomar, aceitam todo o tipo animais de estimação, sendo que os donos devem avisar previamente no momento da reserva e depois assinar um termo de responsabilidade É cobrada uma taxa de dez euros por noite e por animal. Os animais podem andar em todos os espaços, menos na zona da piscina.

(sugestão de Filipe Abreu)

Casa de Serpa

Apresenta-se como "um pequeno segredo guardado no coração da cidade mais branca de Portugal". Em Serpa, uma casa centenária junta simplicidade com as tradições alentejanas. Na Casa de Serpa, os proprietários — um casal com seis filhos — recebem muito bem os animais. 

(sugestão de Miguel Bentes)

Casa do Corro e Casa da Cidadela

A Casa do Corro e a Casa da Cidadela são alojamentos de turismo rural situados na aldeia histórica de Castelo Mendo, concelho de Almeida, na Guarda. Em ambos os animais são bem recebidos. 

(sugestão de Joana Ferreira, da Casa do Corro e Cidadela)

Quinta do Negral

Num belo enquadramento paisagístico, no Gerês, a Quinta do Negral dispõe de cinco casas de campo, totalmente mobiladas e equipadas, com diferentes tipologias.tem a honra de aceitar animais em todas as suas casas", escreveram num e-mail enviado ao Pet.

(sugestão da própria Quinta do Negral)

Quinta Casal do Frade

Neste turismo rural do Meco onde se concilia o melhor de dois mundos — campo e praia —, há três cães residentes e as portas estão abertas aos animais dos hospedes. Os animais podem andar por todos os espaços, sem restrições. 

(sugestão de Tiago Carneiro)

Hotel Madre de Água

Em plena Serra da Estrela, a cinco minutos de Gouveia, situa-se o Hotel Madre de Água, onde os animais também são bem-vindos. Os donos têm apenas de assinar um termo de responsabilidade e levar tudo o que é necessário para o bem-estar dos amigos de quatro patas (cama, comedouro/bebedouro, alimentação, etc.. O hotel rural também dispõe de canis exteriores isolados termicamente. O serviço é gratuito e não tem restrições em relação ao peso e tamanho.

(sugestão de Maria Figueiredo)

Monte Abaixo da Serra

(sugestão de Sandra Ferreira)

Monte Baía do Tonel

(sugestão de Teresa Jónatas) 

 

Água Hotel Rural 

(sugestão de Maria Da Luz Figueiredo)

 

Santarém Hotel 

(sugestão de Ana Fischer)

 

Herdade Sesmaria dos Nobres

(sugestão de Antonieta Oliveira)

 

Farol Hotel Design 

(sugestão de Stéphane Martins) 

 

Rocha Tower

(sugestão de Cristina Silva)

 

Herdade do Monte Branco

(sugestão de Maria João Medeiros