Seis localidades, música de quatro continentes: um Festim

Tinariwen, Ibrahim Ferrer Jr., Trilok Gurtu Band e Cheikh Lô, entre outros, protagonizam o festival itinerante.

Foto
Os malianos Tinariwen trarão o seu blues tuaregue a Albergaria-a-Velha e a Esmoriz MARIE PLANEILLE

De 9 de Junho a 21 de Julho, o mundo rodará em baile. Quatro continentes, um vasto universo de sons em romaria entre Águeda, Albergaria-a-Velha, Ovar, Estarreja e Oliveira do Bairro. Está a chegar o Festim!, Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo, e com ele o blues tuaregue dos Tinariwen, as tablas indianas da Trilok Gurtu Band, o flamenco de Tomás de Perrate, a cosmopolita Dakar, através de Cheikh Lô, ou o talento da descendência de um histórico cubano, com a presença de Ibrahim Ferrer Jr.

À oitava edição, o Festim mantém a sua identidade. Nascido no seio da d’Orfeu, a muito activa associação sedeada em Águeda, e contando com o apoio dos municípios envolvidos, promove o intercâmbio e a circulação entre localidades, dinamizando-as e deixando raízes que, pelo contacto com o novo, pela inspiração que a música suscita, não deixarão de frutificar.

O festival arranca esta noite, às 22h, hora de início de todos os concertos, no Parque Municipal do Antuã, em Estarreja. A honra cabe aos franceses Sextet à Claques, que fazem de várias danças tradicionais o mote para agitação festiva. Dia 10, actuam em Águeda, na Praça do Município, e a 11 poderemos vê-los em Albergaria-a-Velha, na Quinta do Torreão.

Dia 24 de Junho, de França para Espanha, preparemo-nos para o vigoroso flamenco do cantaor Tomás de Perrate, um purista da tradição. Iremos ouvi-lo primeiro em Oliveira do Bairro, no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, e depois, dia 25 de Junho, no Parque Urbano de Sever do Vouga.

Seguir-se-á, então, o Norte de África, representado pela música encantatória dos malianos Tinariwen, os mais famosos representantes do “blues do deserto”. No Festim! vamos reencontrá-los em duas datas: 30 de Junho em Albergaria-a-Velha, na Quinta do Torreão, e 1 de Julho na praia de Esmoriz.

Será naquela praia ovarense que, dia 30 de Junho (e depois em Sever do Vouga, a 2 de Julho), Ibrahim Ferrer Jr. mostrará como se faz bem a um legado riquíssimo, o de seu pai, Ibrahim Ferrer, um dos expoentes máximos da música cubana, falecido em 2005. Dia 21 de Julho, o Largo 1º de Maio, em Águeda, será cenário para o encerramento do Festim! com outro representante de uma tradição preciosa, nesta caso a cabo-verdiana: apresenta-se um velho conhecido, o mestre Tito Paris.

Quando subir a palco, já o público do Festim! terá ficado de boca aberta perante o virtuosismo de Trilok Gurtu, verdadeiro mago das tablas indianas (7 de Julho, Águeda, Largo 1º de Maio;  8 de Julho, Estarreja, Cine-Teatro; 9 de Julho, Parque Urbano de Sever do Vouga), e já terá dançado ao sabor do vibrante e elegante Cheikh Lô, embaixador da música senegalesa com carreira longa de quatro décadas (14 de Julho, Águeda, Largo 1º de Maio; 15 de Julho, Albergaria-a-Velha, Cineteatro Alba).

Os concertos em sala têm entrada a quatro euros. Os restantes são de entrada gratuita.