Instagram

Aveiro visto cá de cima

Fotogaleria

A ria e as salinas de Aveiro, as praias da Costa Nova e as embarcações da Gafanha da Nazaré. Tudo alinhado como peças de um puzzle, como pinturas abstractas. Paulo Cunha nasceu em Aveiro há 25 anos, mas nunca tinha explorado esta zona do país desta forma "voyeurista", a sobrevoar paisagens, as mesmas que se habituou a pisar na companhia da sua máquina fotográfica — e mais algumas, normalmente inacessíveis. Recuamos. O avô era fotógrafo. E Paulo herdou a Minolta SR-T 101. Começou por essa máquina, evoluiu no digital e recentemente aterrou num drone, que ainda só levantou voo pelas redondezas. "Adoro fotografar a praia porque é sempre diferente, as linhas, os tons...", referiu ao P3 o designer e autor de uma conta de Instagram que também mudou muito nos últimos meses. Inspira-se no Daily Overview, projecto que pretende "mudar a forma como vemos o planeta", e planeia os seus voos com a ajuda do Google Maps. "Vou descobrindo coisas. A ferramenta é apenas uma parte. A pessoa é que manobra para escolher os sítios que fotografa e as perspectivas. A imaginação conta muito".

Sugerir correcção