Actividades de Enriquecimento Curricular só depois das 16h30

Despacho de organização do próximo ano lectivo restringe a realização das AEC, anunciou a Federação Nacional de Educação

As AEC foram criadas em 2005 para garantir a escola a tempo inteiro
Foto
As AEC foram criadas em 2005 para garantir a escola a tempo inteiro Enric Vives-Rubio

As Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC), destinadas aos alunos do 1.º ciclo, vão passar a realizar-se sempre depois das actividades lectivas, segundo revelou o secretário-geral da Federação Nacional de Educação (FNE), em declarações à Lusa no fim de uma reunião no Ministério da Educação (ME).

As AEC foram criadas em 2005 para garantir a chamada “escola a tempo inteiro” (até às 17h30), mas em vários agrupamentos estas actividades distribuíam-se ao longo do dia, sendo realizadas também antes do início das aulas, que arrancam às 09h00, ou depois do almoço, em vez de começarem só às 16h30.

Responsáveis da FNE e do ME estiveram reunidos nesta terça-feira a pedido da federação, que quis voltar a negociar a proposta de despacho que estabelece as regras de organização do próximo ano lectivo nos estabelecimentos públicos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário.

O processo negocial tinha terminado na semana passada, mas a FNE entendeu que existiam alguns pontos que poderiam ser melhorados antes de o diploma ser publicado. A FNE apresentou várias propostas, mas o diploma conterá apenas uma das suas exigências: "Ficou claro que as AEC no 1.º ciclo não ocorrem no meio das actividades lectivas. Só mais tarde, porque são um complemento daquelas", disse João Dias da Silva.

A federação queria ainda que os intervalos no 1.º ciclo fossem contabilizados na componente lectiva dos professores e que os horários dos educadores de infância e professores do pré-escolar passassem a ser semelhantes aos dos restantes docentes.
Actualmente, os educadores têm mais uma semana de trabalho em sala de aula tanto nas férias da Páscoa como nas de Carnaval, assim como começam o ano lectivo mais cedo e terminam mais tarde. João Dias da Silva diz que o ME se comprometeu a negociar estas questões "ainda durante este ano".
 

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações