Big data, 24 horas, uma aplicação: bem-vindos ao Hackacity

A maratona de programação, Hackacity, está de volta à cidade do Porto. Nos dias 27 e 28 de Maio, programadores, designers, criativos e empresários vão ser desafiados a criar aplicações com utilização prática na vida da cidade.

A nova aplicação, ainda em período experimental, foi apresentada no Pavilhão da Água
Foto
A nova aplicação, ainda em período experimental, foi apresentada no Pavilhão da Água Martin Henrik

Imagine uma boa ideia, com impacto na cidade, que será explorada por criativos, programadores e designers, tudo isto em 24 horas. Com muito café e bebidas energéticas à mistura, o desafio é juntar tudo e criar uma aplicação para melhorar a vida de quem usufrui da cidade do Porto. É este o repto lançado pelo Hackacity, que regressa para a sua segunda edição, já nos dias 27 e 28 de Maio, no Palácio das Artes. Uma iniciativa desenvolvida pela Câmara do Porto, em parceria com a scaleup 7 Graus, com o apoio da Comissão Europeia, da FIWARE, da Open Agile Smart Cities, da Grow Smarter e da Ubiwhere no fornecimento dos dados e no apoio técnico aos participantes.

Vão estar disponíveis dados (big data) sobre mobilidade, turismo, ambiente e segurança para serem tratados pelos participantes com o objectivo de desenvolver "aplicações que melhorem a vida de habitantes e de turistas”, refere a autarquia em nota de imprensa. Propostas que podem passar pelas áreas da saúde, da mobilidade, da informação turística ou da gestão de tráfego e de estacionamento. 

Até às 23h59 desta quarta-feira, os interessados podem submeter a sua candidatura para se juntarem ao hackathon, estendida às cidades de Santander (Espanha), Amersfoort e Utrecht (Holanda), Olinda e Recife (Brasil). Em simultâneo, vão estar a desenvolver soluções em resposta ao desafio lançado pela cidade do Porto.

Os três projectos com maior potencial vão ser premiados pelo júri, constituído por Paulo Calçada, da Câmara Municipal, por Ricardo Vitorino, da Ubiwhere e por Rui Marques, CEO da 7 Graus.

A primeira edição envolveu 40 participantes, que durante 24 horas trabalharam em 10 equipas e apresentaram 10 soluções. O evento está integrado na Semana Start&Scale, para promoção da inovação, empreendedorismo e emprego na cidade, promovida pela autarquia, através do projecto ScaleUp Porto.

Texto editado por Ana Fernandes